Postagens

O Futuro Presidente do Brasil !

Nasci junto com Brasília. Uma cidade estrategicamente feita no meio do nada, projetada por um comunista que adorava estar sempre junto dos capitalistas e com o objetivo de estar longe das grandes massas para não ser cobrada de perto.

Não conheço Brasília. Confesso que não tenho a mínima curiosidade. Se um dia for, talvez eu tenha um ataque nervoso e cometa alguma loucura nesse lugar. Melhor não ir. Irei o dia em que um déspota esclarecido tomar posse. Morrerei antes.

Votar em quem para presidente ? Os que se apresentam são da pior espécie possível. Ladrões, corruptos, ordinários, despreparados...Não consigo enxergar um sequer que tenha uma boa proposta e um passado exemplar. Uma desgraça esse país.

Eu seria um bom presidente. Quase um ditador. Mas faria as reformas necessárias para colocar esse país na vanguarda novamente. E chamaria acadêmicos para serem meus auxiliares. Bastariam  10 ministros de excelente conhecimento administrativo para fazer esse país voltar a crescer.

Mas, como …

Desgastante anos 60 !

Confesso que ter nascido nos anos 60 me trouxe um desgaste bastante grande por estar no meio do caminho das coisas.

Os hippies viviam seu astral quando nasci. Os Beatles já estavam lançando seus primeiros discos. Eu estava aprendendo a tocar e somente assistia aquela loucura toda.

A TV era minha grande aliada assim como o celular é o grande aliado dos adolescentes de hoje. Porém, com uma grande diferença: eles vêem o que querem e eu só via o que me mandavam.

Desde que nasci, esse país não progride, não evolui, não temos políticos bons que façam a coisa acontecer. Tinham os militares mas o povo se revoltou, pediu diretas já, tivemos diretas, destituíram dois presidentes e agora querem os militares novamente.

É uma geração que nos desafia a pensar, a estudar, a questionar.

A geração de hoje, pelo que vejo, é uma cambada de alieanados que nada sabem e nada contribuem. São facilmente manipulados pelos mais experientes e , se deixarem na mão deles, quebram empresas, quebram o sistema.

Me s…

A surpresa de um historiador.

Timothy Snyder é o nome dele. Historiador da Universidade de Yale.

Ando meio distante dos livros. Aqui em Chapecó a melhor livraria fica no shopping da cidade e as que tem no centro da cidade não despertaram meu interesse.

Descobri esse cara sensacional em um programa na Globo News, Milênio, e me apaixonei pelo seu modo de pensar e sobre os livros que lançou.

Sobre a Tirania é uma obraprima. Um pocket book, já traduzido para o português que trás verdadeiras pérolas do pensamento à respeito do que estamos vivendo na atualidade e resgatando, no passado, muitas lições interessantes e que nos servem de respostas às situações atuais.

Vale a pena investir em um dos tres livros lançados por ele, principalmente esse último que citei.

'Ter um líder é desistir do sistema', diz historiador Timothy Snyder Seu novo livro, 'Sobre a Tirania: 20 Lições do Século XX Para o Presente', está sendo lançado no Brasil

Planeta Atlântida 2018 !

Fui à primeira edição do Planeta Atlântida, acho que foi 1995. Fui à trabalho. Minha empresa era responsável pela sinalização do evento. Iria de qualquer jeito. Muita gente que tocou eu gostava e fui. Fui, gostei, me diverti, sendo que repeti por mais 5 edições.

Hoje não vou mais pois o que toca lá nada tem a ver comigo. Confesso que nomes que fazem sucesso atualmente eu desconheço. Talvez eu esteja acomodado para o Planeta Atlântida. A coisa é bem simples. Tem lugares que me agradam, tem eventos que me agradam e é pra lá que vou.

Se um transexual está subindo ao palco e tem milhares de pessoas para vê-lo, nada tenho a ver com isso. Gosto não se discute. Se aprecia. Cada um com seu grau de informação, nível cultural, estilo de vida, etc...

O mundo seria uma merda se todos gostassem do que eu gosto. Seria uma merda se todos escutassem o mesmo tipo de música que escuto, vestissem o mesmo estilo de roupas que me agrada, fossem passar as férias nos mesmo lugares de sempre. Seríamos uma gr…

Só podia falar do Lula !

Tinha tudo para se tornar um mártir. Uma pessoa carismática, com um ótimo domínio da palavra, muitas vezes erradas e mal conjugadas, mas que isso sempre foi irrelevante.
Lula saiu da pobreza e isso o identificava com o povo brasileiro. Falava o que todos tinham vontade de falar. Pegava o microfone e reunia uma multidão como ninguém. E as pessoa íam lhe ouvir espontaneamente. Eu fiz isso por duas vezes. Uma em São Paulo, em 1989 e outra em Porto Alegre, mas não lembro quando.

No seu primeiro mandato, na primeira visita a Porto Alegre como presidente, eu estava sentado em um bar perto da minha casa e notei uma movimentação diferente de motociclistas de escoltas, policiais e pensei: o Lula vai passar na avenida onde eu morava pois é rota para o aeroporto. Levantei da mesa, avisei que voltaria, e fui recepcioná-lo com um aceno quando passou na minha frente. Acenei alegre, com o sorriso estampado e pensei: esse homem vai mudar o Brasil.






E mudou mesmo !

Elis - O Filme

Por cargas do destino, olhei no relógio e apontava 22h em ponto. Liguei a TV nos telecines para ver o que estaria a passar e me deparei com o filme Elis.

Sensacional ! Eu, como músico, sempre me vi em situações semelhantes a que ela passou em relação a promessas, falsas promessas, má remuneração, aplausos e vaias, etc....

A trilha do filme é linda. Só rolou um Belchior lá depois dos letreiros finais.

Mesmo assim, aquela guria, criada no bairro IAPI, pertinho de onde eu morava, deixou uma linda história. A vida leva cedo que poderia ter ficado muito mais tempo por aqui e deixa quem não merece por quase uma eternidade.

Entre colegas de trabalho que ficam discutindo Pablo Vittar e seus rebolados, meus ouvidos são torturados. Se eu me meter na conversa, falar em MPB e Elis, certamente vão imaginar que é uma nova candidata desse suposto partido político.

Enfim, Elis, infelizmente, foi derrotada por inúmeras carreiras que acabaram com a sua brilhante carreira.

O importante é que essa passag…

Foi-se 2017 !

Passastes tão rápido, amigo. E deixastes muitas tarefas para trás.
Deixastes de prender muitas pessoas, soltastes outras....
Que ano complicado.
Nunca antes nesse país se roubou tanto. Deveríamos ter vergonha disso.
Um PMDB assumindo a presidencia e mostrando que nunca tiveram compétencia para governar mas são ativos para roubar,
Que ano lamentável esse, senhores.
Que ano ímpar em relação a roubalheira, a falcatrua, a falta de ética.
Que 2018, 2019 sejam anos pareados com a honestidade, a ética, o respeito ao próximo.
Feliz 2018 !!