Postagens

Olhares de Chapecó !

Morar em outra cidade me faz ficar atento às suas peculiaridades. Sou um observador nato. Desconheço de onde vem essa virtude ou defeito pois, observações em demasia, podem nos trazer certos desconfortos. Aliás, tudo em demasia nos trás desconfortos.

Aqui, em Chapecó...

Não se assuste ao ver crianças e adolescentes andando com suas bicicletas e empinando as mesmas pelas ruas. Farão a mesma coisa quando chegarem à fase adulta com suas motos.

Como em muitas cidades mais pacatas, as pessoas gostam de jogar uma prosa fora em frente às casas ao melhor estilo cadeiras, rodinha e chimarrão. Aliás, o consumo de ervamate nessa cidade é um absurdo.

Aqui, também, acho que é a capital dos carros rebaixados. E agora vem o pior. A cidade é contaminada por quebramolas por todo o lado. Nem precisarei relatar o resultado disso. E, por falar em trânsito, os chapecoenses dirigem muito mal e imprudentemente. A quantidade de pequenas batidas diárias é frequente e intermitente. Pelas minhas observações diá…

Hotel x Hospital

Mesmo que alguns hospitais aplicam em suas dependências uma cara mais descontraída parecendo um hotel, hospital é um lugar de passagem, de recuperação da saúde  do paciente e esse processo tem que ser o mais breve possível e nas melhores condições de higiene.

Visita só de familiares e, mesmo assim, evitando aglomerações. Certa vez vi uma família inteira entrando em um hospital em Porto Alegre sendo que uma criança carregava uma bola de futebol e um adulto pedia para a turma esperar um pouco pois ele ía fumar um cigarro. Depois, lá se foram para o quarto, levando consigo uma turma de bactérias que se espalharão por onde passam.

Os hospitais deveriam fazer com que apenas pessoas próximas ao familiar possa subir. Em grandes hospitais, horários de visita mais parecem um shopping center de tanta gente circulando para lá e para cá. Ainda mais que muita gente se perde nos corredores e mais bactérias vai deixando pelo caminho.

Hospital não hotel e , mesmo, muitos desses últimos não deixam são…

O Gaúcho da Bombacha Rosa !

Confesso que estou estarrecido com esse "mimimi" contrariando expressões artístcas dos mais diversos gêneros. Os homofóbicos estão saindo do armário e digitando sem parar nas redes sociais. Ali não existe censura, estão seguros em seus lares e avisam para o mundo que são os mais desinformados na face da Terra.

Retrocedemos uns 100 anos. Talvez mais. Tudo o que conquistamos está indo pelo ralo, Exposições são ferrenhamente combatidas por apresentarem nudez explícita, peças teatrais condenadas à fogueira. A liberdade de expressão quer ser dominada pela ignorância das pessoas que sequer sabem ler um texto sem gaguejar. Interpretar o que leu, nem pensar.

Os que condenam a livre expressão artística são os mesmos que frequentam as salas de cinema, desde que o filme seja dublado. Ler, assistir e compreender um filme é muita coisa para os cabecinhas de minhoca. E agora querem ter voz ativa dizendo o que presta e o que não presta para se ver, sentir e ouvir.

Deveriam olhar para o seu…

Personagens da Vida !

Essa semana tive gratas e frustrantes surpresas em conversas com algumas pessoas aqui em Chapecó. Uma das frustantes foi um comentário de um cidadão, colorado, uns 42 anos de idade, que me fez o seguinte comentário o qual publiquei no meu twitter:

"Mas que é esse cara que vai tocar na sexta no Beira-Rio ? Vai estragar todo o gramado pro próximo jogo" ! Respondi que se tratava nada mais, nada menos, que Sir Paul McCartney. E ele continuou com aquele olhar pensativo de "quem é esse louco" ?

Tudo bem que talvez ele não goste de rock, de samba, que tenha seus estilos preferidos musicais mas certas pessoas a gente sabe de quem se trata pela fama que obtiveram ao longo de seus trabalhos. Principalmente em uma das artes, talvez a mais popular das artes do planeta, que é a música.

Sei quem é Luan Santana. Desconheço o que ele canta. Mas sei quem é. Assim como Tonico e Tinoco, Daniela Mercuri, Os Tuaregues, e assim por diante. São artistas que não escuto. Nem por isso os ig…

Não parei no tempo !

As fico imaginando que esse fenômeno está acontecendo mas não está. Pelo simples motivo que o tempo não para. Já poetizava Cazuza em seus versos e canções.

O que noto é que o tempo não evoluiu para certas pessoas ou tenho um filtro muito exigente em saber o que presta e o que não presta. O que agrega e o que não agrega valor. Nesse aspecto sou bem chato.

Mas afirmar que sei o resultado disso seria ser arrogante em demasia.

Sabe de um programa que dá uma renomada em minha mente e que passa no canal aberto da Globo ? Altas Horas. Ali circulam diversas épocas em poucas horas, diversos estilos, diversos pensamentos e tendo uma platéia essencialmente jovem.

Esse programa me ajuda a me situar no tempo. Mas não será por isso que deixarei de ser um eterno criticador das questionáveis "coisas" que aparecem por aí. Principalmente no lado musical.

E agora, José ?

Vistes, falastes e nada agistes.
Deixastes o pastel queimar, a boca falar demais, o discurso superando as atitudes.
E agora, José ?

Voltastes para a cobra peçonhenta,
fostes derrotado pelo líquido malígno,
Mais uma vez o inimigo estava dentro de ti.
E agora, José ?

Não dissestes a que veio
Não viestes de graça
Mas caístes na desgraça de mais uma derrota.
E agora, José ?

Os guris invasores !

Falou-se esses dias sobre a gurizada que invade campos de futebol, espaços delimitados, etc. Eis minha opinião enviada a um jornal de grande circulação:

Eu sou totalmente favorável ao que escreveu o Túlio Milmann sobre as invasões infanto-juvenis. Os mesmos que costumam invadir espaços delimitados, no futuro, serão os mesmos que tirarão o sonho de uma medalha de ouro em uma maratona invadindo um lugar que não lhe pertence. E continuarão, em ambos os casos, sendo capa de jornais.Infelizmente.

Só para lembrar, o garoto que ficou conhecido no mundo inteiro ao subir no palco junto com Bono Vox em um show em São Paulo da banda U2, foi gentilmente convidado pelo astro. Bem simples assim. Bem educadamente assim.