terça-feira, março 01, 2011

Um sonho, um projeto, um fim !

Sonhar não custa nada, como já estava numa letra de uma escola de samba do Rio de Janeiro. É muito bom sonhar. Acordamos com uma sensação gostosa de ter vivido situações engraçadas, absurdas e, muitas vezes, chocantes.

O que temos que ter cuidado é quando sonharmos acordado. Esse é um perigo que pode trazer tremendas decepções. Falo no mundo dos negócios. O mundo lá fora, cada vez mais competitivo, não tem lugar para os despreparados.

Se temos uma idéia a ser colocada em prática, um projeto, temos que nos preparar com todas as ferramentas administrativas possíveis para corrermos um risco mínimo de investimento. E isso envolve muita determinação e responsabilidade. Determinação. Essa é a palavra mais importante pra mim.

Há pouco tempo eu estava envolvido num sonho desses e preparando o que seria a realização de um projeto bastante interessante. Mas esbarrou numa série de entremeios que nem estrarei nos méritos.

O mérito maior foi ter caído fora antes que a decepção acabasse com minha alegria futuramente. O que investi nesse projeto, entre viagens, hospedagens, reuniões, foi uma lição que aprendi, mais uma, que devemos estar atentos a todos os detlahes durante o percurso pré-execução. E se num dos inúmeros itens que devemos perceber no planejamento do nosso sonho começar a dar sinais de que não vale a pena ir adiante, temos que ter a coragem de dizer "não, obrigado, mas estou caindo fora".

Foi o que fiz ! Sonhar não custa nada, ou um pouco de dinheiro. O importante ´é continuar sonhando. No momento certo as coisas se concretizam como tem que ser.

Coitado do Van Gogh !

Vincent Van Gogh, famoso pintor holandês (o restante sobre ele procurem no wikipedia) foi o homenageado pelo banco Santander, aliás espanhol...