sábado, julho 18, 2015

PT, saudações !

Esse chavão se usava muito quando ao encerramento de uma conversa, uma mensagem, uma despedida. A mesma se encaixaria perfeitamente na atual situação em que se encontra o Partido dos Trabalhadores.

Partido, este, que teve como ideologia a proteção aos trabalhadores das discrepancias salariais e um "gap" extremamente grande entre os pobre e ricos. Muitas coisas foram feitas, muitas campanhas até chegar à presidencia mas, com o tempo, a situação mostrou sua verdadeira cara e que estava por trás disso tudo.

Não entrarei em detalhes pois os mesmos são divulgados diariamente pela mídia em geral.

O que mais me deixa espantado é o "gap" citado entre o discurso e a prática.

Nunca antes na história desse país estamos vivenciando um momento de extrema degradação, de extrema corrupção, de extrema falta de controle da situação e um inexistente projeto de gestão, de país competitivo.

Precisaríamos, sim, era de um déspota esclarecido que fechasse o congresso e desse os devidos rumos progressistas a esse país.

Mas isso fica para mais adiante. Foi só uma provocação aos pensadores desse país.

quinta-feira, julho 02, 2015

Antes tarde à nunca !

Li hoje, na imprensa, a intensão de um grande debate sobre o futebol brasileiro. Para mim, debates, quando bem conduzidos e objetivos, sempre são válidos.

A CBF resolveu fazer uma revolução que já deveria ter sido feito muitos anos atrás. Debater sobre o andamento de um projeto, se é que existiu, é sempre válido. Quem estudou administração de empresas numa faculdade haverá de concordar comigo que essa preocupação em pauta sempre existirá, quando se tem gestores sérios e qualificados.

Mas o que mais me espantou foi a convocação de ex-técnicos da seleção brasileira para o debate. Vos digo que TODOS estão ultrapassados em seus trabalhos atuais ou desempregados. Vos digo que, com exceção de Telê Santana, já não entre nós, fez um dos melhores trabalhos dos últimos anos, assim como o falecido João Saldanha.

Fazer um seminário com derrotados é um grande perda de tempo. Gostaria muito mais de se fazer um seminário com OUSADOS.

A experiencia dos vivenciados é válida mas a grande maioria é uma cambada de derrotados. Pura perda de tempo !

Coitado do Van Gogh !

Vincent Van Gogh, famoso pintor holandês (o restante sobre ele procurem no wikipedia) foi o homenageado pelo banco Santander, aliás espanhol...