terça-feira, fevereiro 25, 2014

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - versão 2014 !

Que me perdoe Lima Barreto, mas vou escrever aqui uma história fictícia de um "fake" do Policarpo o qual o chamarei de Poli. É uma versão 2014, na era da internet pois o Poli é da chamada geração Y com passagens constantes pela geração GLS.

Mas, enfim, o Poli veio de uma família normal para os padrões médios brasileiro com pais não muito regrados mas que, aparentemente, deram boa educação pro filho homem que depois virou um viad.......deixa pra lá. Isso não interessa.

O Poli era bom nos estudos e na sacanagem. Passava por cima dos coleguinhas para ser o primeiro da turma. Admirado e também rejeitado por esses atos desde pequeno. A medida que crescia, ficava cada vez mais bonitinho e cheio de cuidados pessoais. Gel no cabelo, corpo depilado e cuidados na roupa e cuecas que escolhia.

Fez faculdade e foi conquistando muitos amiguinhos os quais alguns se tornaram bem próximos a ponto de conhecê-lo por dentro. Também conheceu gente mais velha pois sempre teve atração por esse tipo de amizade. Intelectual, gostava de conversar e sair com essa turma mais experiente e que também lhe ensinava muitas coisas de que gostava.

Mas um final estava para acontecer como acontece com todos os poetas e metidos a poetas. Poli começou a se tornar deselegante e as redes sociais foram sempre um prato cheio para suas frases pornográficas, desejos sexuais explícitos e mania de agredir em textos confusos pessoas que lhe admiravam mas, como sofria também de dupla personalidade, ás vezes múltiplas devido a quantidade de outros personagens que costumava criar nas redes para se divertir e dormir chorando, posteriormente, por se dar conta de nem saber realmente quem ele era, vieram os problemas.

E junto com os problemas, mais problemas. Poli que não era mais Poli ou outra coisa parecida, porém diferente, conheceu gente errada que mais se interessavam no seu corpinho atrativo que na sua intelectualidade e caiu na desgraça. Sempre digo que as pessoas atraem aquilo que emitem e foi assim que o Poli sumiu.

Ninguém sabe que fim levou ou se só desapareceu um de seus "fakes". Dizem por aí que assumiu de vez a personalidade de uma mulher ou de uma transexual alternativa.

Foi-se o Poli que todos conheceram ! Amado por uns e dispensado por outros !

Qualquer semelhança com a realidade é a mais pura coincidencia. Afinal, um mundo com bilhões de habitantes sem vai aparecer alguém que teve uma história muito parecida com essa e vai dormir encucado achando que o texto foi baseado nele. Mas, certamente, foi obra do acaso, assim como as pessoas conseguem acertar 6 números numa mega-sena acumulada.

Ah, esqueci de dizer que o Poli era muito visto, obviamente com diferentes nomes e personalidades, em salas de batepapo gay e também naquelas onde se liga uma webcam para sacanagens, além de frequentar praças e lugares onde gente mais velha, que ele sempre admirou, adoram conversar com garotos novos e convidá-los pra tomar uma cerveja ou entrar direto nos assuntos prediletos.

Um partido jogado no lixo !

O PT surgiu lá nos anos 80 como um partido que representava os trabalhadores, onde seus líderes vinham de histórias de resistências ao regim...