sábado, março 02, 2013

Psicoterapias, psicólogos e um pouco de sarcasmo !

Pois é ! Quem me acompanha nas redes sociais sabe que estou nessa agora. E tenho algumas indagações a fazer que podem dar o que pensar.

Uma delas, captada pelo psicólogo que atende umas 15 pessoas por dia e não anota coisa alguma, me falou do meu tom arrogante de fazer comentários sobre determinadas situações que acabam deixando os demais num certo constrangimento e infelicidade causada por mim quando os mesmo expõem fatos de sua vida.

Concordo que certos comentários poderiam ser evitados. Vou dar o exemplo de um, condenado pelo psicólogo de ótima memória.

Certa vez tivemos uma palestra na faculdade onde estudo onde o assunto era "quebra de paradigmas" e comentei sobre os trabalhos de conclusão de curso onde a criatividade e recursos multimídias são quase que proibidos e o aluno tem que se adaptar a um modelo existente há anos onde nada se fez para mudar.

Uma professora defendeu com unhas e dentes meu comentário, obviamente contra mim, me dizendo que tinha que ser assim, sem mudanças. Aí comentei que a mesma professora, na época, participava de uma comunidade no Orkut, e comentei a mesma pois era pública e poderia ser vista por qualquer pessoa, cujo tema era EU CONVERSO COM MEU CACHORRO.

Ora, gente, primeiro que não existe conversa com cachorros e sim um monólogo. E, segundo, é uma quebra de paradigma clássica. Um comportamento desse, antigamente, teria o rumo da pessoa para um hospício.

A platéia no auditório da faculdade caiu na risada e me aplaudiu e que constrangeu mais ainda a professora responsável pela palestra da quebra de paradigmas.

Segundo o psicólogo, o problemático dessa história sou eu quando eu ainda acho que quem tem o costume de conversar com cachorros, plantas, nuvens... alguma coisa não está bem nessa pessoa.

Uma psicoterapia seria uma boa !

Caminhos que se abrem !

Aos poucos vai se conhecendo o lugar. Pode demorar semanas, meses, semestres...O conhecimento chega, a ousadia aparece, o inusitado acontece...