quarta-feira, agosto 22, 2012

O velho Firula !

- Te lembra do Firula ?
- Que Firula ?
- Aquele que trabalhava no almoxarifado. Sempre enrolando !
- Ahh, sim...que tem ele ?
- Disseram que viram ele com um gurizinho no shopping !
- Tá, mas viram o que ?
- De mãos dadas, afagos, essas coisas meio gay !
- Mas não era filho dele ?
- O Firula nunca casou ! Acho que nem teve filhos também !
- Tá mas o que tem isso demais ? É bem normal hoje em dia ainda mais que aquela namorada do Firula, naquela época, era um bagulho só.
- Sim, eu lembro. Ela aparecia nas nossas cervejadas e entornava um litro num tiro só. Baita pinguça !
- Aham...se tivesse que cagar num penico, cagava fora, tamanho a bunda da criatura.
- Hahahahaha....tu é linguarudo, hein ? Como gosta de falar dos outros !
- Que nada ! Mas me diz , como é esse gurizinho que o Firula tá saindo ?
- Garçom, encerra a conta aí !

segunda-feira, agosto 20, 2012

O que queremos com as redes sociais ?

Chegou um garoto que, de uma hora pra outra, montou uma rede de relacionamentos onde qualquer um pode entrar, formar seus grupos e postar (quase) tudo o que quiser.
Dada essa liberdade quase que irrestrita, milhões de pessoas, por todos os cantos do planeta, começaram a utilizá-la com os mais diferentes objetivos, já que nunca houveram regras iniciais de utilização e sim regras de  um uso mais social sem apelos pornográficos ou publicações ofensivas.

Nessa rede, especificamente o Facebook, as pessoas podem criar grupos de qualquer espécie, para discutir assuntos, discutir temas e comportamentos, e tudo o que você pode imaginar. Esses grupos poderão ser abertos a qualquer um ou somente para convidados ou secretos.

Para os que tem uma conta no Face, verá que dessa salada surgiu um prato extremamente exótico mas esperado. As pessoas utilizaram essa ferramenta gratuita para fazer amigos, brigar com amigos, xingar inimigos, postar temas interessantes, propor coisas interessantes, fazer bastante fofoca, falar mal das pessoas (incluso nas fofocas), escrever pornografias, vender produtos, fazer propaganda de si próprio, compor grupos para falar da vida alheia, colocar frases de pessoas que nunca leram o livro do suposto autor da frase, postar fotos de lugares bacanas, de situações diversas, da família, postar suas próprias fotos, avisar sobre shows e eventos culturais, incluindo bailes funk, e por aí vai. A lista é enorme.

Eu já fui vítima de pessoas denegrindo minha imagem. Acabei descobrindo por denúncia de outras pessoas (sempre tem um que denuncia) que me passaram um "print" de alguns covardes que preferem esse tipo de ação, às escondidas, que enfrentar a pessoa em questão, ao vivo. Mas isso já foi superado, se usou a ferramenta disponível de deletar ou bloquear essas pessoas e a vida continua. Certamente devem ter continuado com a brincadeira sem eu saber ou zuando de outros sem eles terem um Judas para denunciar.

Mas o que eu questiono é o que tiramos dessa grande salada humana ? As pessoas estão aqui para tirar proveito dessa facilidade de contato procurando trocar informações culturais com outros, de fazer novos amigos, etc..ou simplesmente para se divertir pois isso caiu como uma luva na sua vida pois a mesma estava chata, sem novidades, e as tv´s à cabo e os livros não foram suficientemente eficientes ou competentes para atraí-lo ?

Deixo aqui essa reflexão a qual acho interessante num momento onde temos pessoas preocupadas com essa livre comunicação e lançando livros sobre éticas de relacionamento nas redes, psicólogos recebendo pacientes que se dizem dependentes da internet, outros que se acham rejeitados pois a amiga tem mais de 1.000 amigos e ela só 300. E posso afirmar que muita gente perdeu amigos legais, inclusive eu, por termos contatos constantes pela internet. Não perderia se não houvessem redes sociais. As pessoas se iludem com novas amizades e acabam deixando de lado aqueles que realmente poderiam ser seus amigos. Uns até são assassinados, humilhados, explorados sexualmente e financeiramente, nos primeiros encontros ao vivo.

Eu sempre digo o seguinte. Minha lista de amigos, incluindo muitos da família, hoje está em 261. Garanto pra vocês que se eu morresse amanhã e alguém se dispusesse a publicar isso no Face, não iria mais de 80, incluindo os familiares no enterro.

Não é desprestígio pessoal ! É a pura futilidade das redes sociais !

quarta-feira, agosto 15, 2012

Ações e Objetivos !

Já desconfiava disso antes de fazer a faculdade de administraçao de empresas. Ações são seguidas de objetivos. SEMPRE ! Não há razão de fazermos algo sem objetivo algum. Sempre esperamos ou queremos ou nos empenhamos para um resultado, geralmente positivo, mais adiante.

Isso se aplica a qualquer coisa e está sempre no nosso dia-a-dia. Mas vou me ater aos textos, postagens, artigos, crônicas, seja lá o que for que são criados, redigidos e publicados na internet nos mais diferentes canais disponíveis.

Leio, diariamente, dezenas de coisas diferentes mas tem umas que me intrigam. São aquelas postagens num linguajar rebuscado, cheio de palavras não usuais e que me remetem a consultar um dicionário a cada etapa do texto na tentativa de unir as palavras e achar algum contexto naquela suruba literária.

Pergunto, agora, qual o objetivo disso ? Se a pessoa que escreveu dessa maneira deve ter um objetivo sendo que está incluso exatamente esse que estou fazendo: questionar ! Ou escreve assim para que poucos entendam, ou nem entendam ou o autor nem sabe o que está escrevendo ou escreve um monte de coisas desconexas para mostrar que sabe escrever diferente sendo que, no fundo, aquilo acaba sendo um amontoado de palavras que nada transmite e para nada irá servir ou aquilo serve para satisfazer seu ego que está num patamar pra lá de Bagdá e ainda não encontrou um dromedário que o traga de volta. Ou seja, vira um lixo literário e uma grande perda de tempo: para quem digita e cria e para quem lê que nada absorve.

Não deixa de ser um objetivo ! Pra que ? Sei lá ! Quem escreveu que se explique ou deixa assim mesmo !

segunda-feira, agosto 13, 2012

Confio no Brasil em 2016 !

Estava ontem sentado na sala com minha mãe, assistindo ao encerramento das Olimpíadas, e ela me questionou:
- Será que aqui no Brasil teremos capacidade de fazer uma festa linda como esta ?
- Sim, com certeza ! respondi.

O Brasil é um país de muita gente talentosa, criativa, inovadora, com ingredientes de descontração que muitos países não tem por serem sérios demais. Nosso jeito de ser certamente nos levará a fazer uma festa impar, diferente, engraçada, emocionante, contagiante e que levarão muitos brasileiros às lágrimas por pura emoção e orgulho do nosso povo.

Juntaremos os carnavalescos, os cineastas, os músicos, os teatrólogos, os publicitários, os engenheiros, os administradores, os psicólogos, os arquitetos, os circenses e comediantes, os empresários, os milhares de voluntários e todas as torcidas futebolísticas unidas e faremos uma grande festa jamais vista. Basta, somente, organizar e incentivar a participação de todos nós.

Confio muito na nossa capacidade de criar coisas, de acolher os povos de todas as nacionalidades e credos e de fazer uma grande confraternização. Muitas vezes nem é necessário o uso de tecnologias de ponta para se fazer isso. Temos como símbolo um grande abraço. Um abraço carinhoso onde não questionamos quem está ao nosso lado.

A partir desse símbolo, muito bem escolhido, poderemos fazer muita coisa bacana, simples, envolvendo a participação do grande público vindo de todos os lugares a participar também.

Confio na nossa capacidade criativa. Confio numa grande festa em 2016 ! Confio no Brasil !

sábado, agosto 11, 2012

Os cagões virtuais !

Ou os tímidos metidos a curiosos. Essa turma é que chamo dos cagões virtuais da internet. Que tem medo de meter a cara onde se metem nas redes sociais. Os famosos "fakes" !

De onde vem esse medo ? Seus pais devem ter sido aqueles que, quando compraram um apartamento naqueles bairros onde o teu vizinho peida e tu escuta, sendo que ele mora no outro lado da rua, e adquiriram um binóculo para brincar de "vouyer"  e bisbilhotar os comportamentos e vida alheia.

Leigamente falando, deve vir daí o DNA pra essa pré-disposição.

Gostaria de ter a opinião de um psicólogo para saber que tipo de pessoa tem esse comportamento. Isso ajudaria a gente a selecionar melhor as amizades. Pois se a pessoa tem essa índole naturalmente, achando normal se passar por outra identidade, certamente vai aprontar alguma futuramente contigo.

Talvez a explicação seja de que assistia demasiadamente seriados do Batman ou outro super-herói e admirava a vida secreta paralela que eles levavam.

Santa curiosidade, Batman !


sexta-feira, agosto 10, 2012

As Olimpíadas e o Zé Mané !

Esse tipo de competição onde reúnem-se gente de quase todas as modalidades esportivas aberta a todos os países que quiserem competir não foi criada há pouco tempo. Vem de muitos anos atrás. E nós, brasileiros, sempre com desempenhos na faixa do modesto ao ridículo.

Potencial nós temos de sobra. O que falta é uma política esportiva, um programa de incentivo, um grupo que esteja realmente comprometido com resultados satisfatórios de acordo com a quantidade de esportista disponíveis para isso.

Esse tipo de pergunta, sobre a inexistencia de programas nesse sentido, nunca foi questionada nos debates políticos aos que estão dispostos a encarar um desafio onde o campo está abertíssimo e consagraria a pessoa que assumisse a questão.

Eu, por exemplo, colocaria todos os meus conhecimentos adquiridos na faculdade de administração para ser o ministro dos esportes que colocaria em prática uma série de ótimas idéias para sermos extremamente competitivos nos esportes, em todas as suas modalidades. Pois nem no futebol estamos conseguindo sermos os primeiros pelas razões anteriores apresentadas.

Mas a pasta do esporte sempre é dada pro ministro Zé Mané que não sabe que está com tudo na mão para fazer um brilhante trabalho. A pasta não é a que recebe as verbas mais generosas e que dará pouca margem à roubalheira, geralmente seu principal objetivo. O Zé Mané desconhece que existem empresas ligadas ao esporte que investiriam verbas generosas caso houvesse um projeto consistente para o esporte brasileiro.

O Zé Mané vem de um partido minúsculo da suruba das coligações e nem tem formação cultural para fazer qualquer coisa que preste e que de resultados positivos.

Nossa performance nas olimpíadas tem o retrato do Zé Mané ! E viva o Rio 2016 !

terça-feira, agosto 07, 2012

Não sou o certinho !!

Mas tem muita coisa errada nesse mundo, nesse país, nesse estado, nessa cidade, nesse bairro, nessa rua, nesse condomínio, nesse andar, nessa casa, no meu quarto, em mim !

segunda-feira, agosto 06, 2012

A Blindagem da Metade Sul !

Sim, eu sei ! Sou um crítico chato, participante, difícil de ser expurguido. Sou daqueles que aproveito os detalhes da "deixa" para fazer o comentário oportuno. E os pelotenses nunca se dão conta desse detalhe pois ainda se acham reinando um período que não existe mais.  Que já cedeu o lugar para uma outra turma mas que a aceitação do fato em si se torna difícil, inaceitável, inacreditável.

Pelotas perdeu a condição do "glamour" há muitos anos atrás. A referencia cultural gaúcha deixou de ser citada na mídia, o Theatro Guarani começou a perder espaço pela reforma e instalação dos aparelhos de ar condicionado do São Pedro. Roberto Carlos até não deu bola pra isso mas tem reclamado da falta de conforto do Guarani e das acomodações do Manta.

Pelotas não deu o braço a torcer da condição perdida de referencia cultural gaúcha. Nesse cego roldão, vieram os artistas locais, achando-se os donos do pedaço. Achando que suas obras sempre seriam a referencia cultural da ousadia musical, teatral, cultural. O Grupo Tholl tem mostrado que Pelotas se tornou apenas um local de ensaio de um excelente grupo de arte. Mas que , a grande maioria artística, se perdeu na referencia.

Uma pena. Tenho acompanhado trabalhos excelentes de artistas locais mas que acabaram esbarrando numa arrogancia que só os pelotenses enxergam.

Uma dose de simplicidade resolveria toda essa questão. É só querer enxergar que, partir do começo, de uma nova realidade, lhes traria ótimos resultados.

sábado, agosto 04, 2012

O elogio explícito !

Nada contra, pra começar o papo, mas acho estranho, pelo menos não muito visto por aí, elogios explícitos a uma obra de um amigo. Essas coisas acontecem, geralmente, numa mensagem direta, pessoal, elogiando e dando os parabéns ao autor.

Quando a coisa é publicada para o público em geral, eu entendo como sendo uma forma de dar uma força ao amigo e divulgando a obra e, ao mesmo tempo, fazendo o comentário ou o cara é do ramo, tem o costume de fazer isso numa coluna de jornal ou num blog ou qualquer outro meio de divulgação. Mas, na primeira forma, soa estranho pois não é uma característica da pessoa explicitar assim, tão abertamente, o contentamento com o que o amigo fez ou criou, a não ser que a relação entre ambos seja mais íntima e isso venha ser uma demonstração de carinho à amizade. Uma retribuição de alguma coisa.

Escrevo isso pelo fato de ter lido tal coisa na internet vindo de alguém que nunca fez isso anteriormente. Pode ser o início de uma nova fase de escrita, sei lá. Mas me chamou a atenção. Aliás, tem certos blogs que acompanho que são verdadeiras fontes de inspiração para minhas singelas escritas.

Assim que me formar em administração pretendo fazer a faculdade de psicologia para entender melhor o ser humano. Acho sensacional analisar comportamentos e acompanhar as coerencias e incoerencias do ser humano consigo.

Um viva a Peaget, Freud, a Friedrich Wilhelm Nietzsche.

sexta-feira, agosto 03, 2012

Abro meu voto ao Fortunati !

Nunca pensei em fazer algo parecido ao que estou fazendo aqui mas o que me levou ao tal fato foi a ganância e tentativa de oportunismo de uma certa candidata comunista que não convidou Fidel Castro para ser seu vice. Fiquei indignado com isso !

As pessoas não tem qualquer pudor em virar as costas para quem o voto lhe confiou. É o caso dessa menina Manuela, a qual se acha a grande revolucionária quando não deve nem ter controle da limpeza das próprias calcinhas. Ludibriou seu grande eleitorado que lhe confiou o voto para ser nossa representante em Brasília e largou tudo para um projeto pessoal. Que falta de ética ! Que golpe baixo seu eleitorado recebeu !

No meio disso tudo, mandei emails para a Manuela nunca respondidos. Minha pergunta era justamente essa. Também mandei email para o candidato Fortunati que me respondeu prontamente com a humilde colocação que não concordava com alguns pontos de vista meu mas que estava à disposição para a troca de idéias.

Ora, amigos ! Em quem você votaria ? Numa aventureira que abandonou uma grande aposta da população em nos defender em Brasília ou numa pessoa que já está na prefeitura comandando a cidade, sabendo que a mesma precisa melhorar mas que abriu canais de discussão e diálogo para que o objetivo seja cumprido ?

Sou apartidário ! Não tenho qualquer compromisso com qualquer pessoa independente de sua condição política. Eu tenho, sim, uma cobrança forte com pessoas éticas, democráticas e que estão à disposição para um diálogo de alto nível.

Por isso vou de Fortunati para prefeito de minha cidade e cobrarei dele inúmeras coisas que deverão ser consertadas e arrumadas nessa cidade.

Um partido jogado no lixo !

O PT surgiu lá nos anos 80 como um partido que representava os trabalhadores, onde seus líderes vinham de histórias de resistências ao regim...