sábado, dezembro 30, 2017

Foi-se 2017 !

Passastes tão rápido, amigo. E deixastes muitas tarefas para trás.
Deixastes de prender muitas pessoas, soltastes outras....
Que ano complicado.
Nunca antes nesse país se roubou tanto. Deveríamos ter vergonha disso.
Um PMDB assumindo a presidencia e mostrando que nunca tiveram compétencia para governar mas são ativos para roubar,
Que ano lamentável esse, senhores.
Que ano ímpar em relação a roubalheira, a falcatrua, a falta de ética.
Que 2018, 2019 sejam anos pareados com a honestidade, a ética, o respeito ao próximo.
Feliz 2018 !!

quinta-feira, dezembro 14, 2017

O Rio de Janeiro continua lindo ?

Concordo que a baderna no jogo do Independente Campeão x Flamengo Vice, merecidamente, pois o Flamengo não ganhou nenhuma das duas partidas, tem uma torcida fanática, alegre e um grupelho de marginais que fazem toda a diferença. São pessoas, se é que se pode afirmar assim, que assaltam até sua própria torcida.

Em grupos, são os maiores e mais corajosos marginais do planeta. Isoladamente, são uns gatinhos cagões que tem medo da polícia.

A polícia, sozinha, intimida. Em grupo, são totalmente despreparados e perdem na guerra com os marginais. Ou nem querem ganhar. Tem que chamar o Exército para colocar ordem na casa. Depois volta tudo ao normal.

E o normal é essa baderna nas ruas, nas praias, nos estádios, no metrô, nos hotéis, em todo os lugares.

Que me desculpem os cariocas mas a cidade tem um visual lindo olhando do Cristo Redentor, do Pão de Açúcar, de outros lugares pois o perigo de chegar e sair sem ser assaltado desses lugares tem uma grande uma grande probabilidade.

O Rio de Janeiro é lindo ! Visto de cima ! Conhecedo-o dentro de um helicóptero, desde que não sobrevoa o Complexo do Alemão pois tiros de metralhadoras poderão atingir a aeronave..

Turistas, o Brasil tem milhares de lindos lugares onde se visita com segurança e sem esses tumultos e assaltos constantes.

Esqueçam o Rio de Janeiro ! As agências de viagens vão te dar opções bem mais interessantes.

Bem-Vindo ao Brasil !

segunda-feira, dezembro 04, 2017

O encantamento do futebol !

Sou do tempo em que o futebol encantava. Ele encanta até hoje mas, antigamente, era mais frequente. Hoje uma jogada sensacional ganha as manchetes da semana, Antes, ganhava as manchetes do dia.

Os times jogavam pra fazer gol e não para se defender. Essa é a grande diferença. Temos inúmeros técnicos ruins ganhando o que não valem.

O futebol perdeu seu glamour.

domingo, dezembro 03, 2017

Um grupo, um time de guerreiros !

A Chapecoense deu a demonstração da superação. Um grupo que, junto, mostrou que pode conquistar muita coisa no primeiro aniversário da maior tragédia mundial da história do futebol.

É emocionante ! Para quem vive, como eu, na cidade de Chapecó, é emocionante.

Não tenho mais palavras. Chapecoense na Libertadores. Meu Deus !

Obrigado !!

domingo, novembro 26, 2017

O lugar de onde não deveria ter saído !

O marketing de campeão de tudo, de nunca ter navegado pela segunda classe do futebol brasileiro, levou o Inter a dar uma passeada por esses lugares.

Campos e estádios ruins, vestiários varzeanos. Espero que o Internacional, meu glorioso time que torço e sempre torcerei, tenha dado uma lição de humildade e mostrar que o clube tem falhas graves de gestão.

Não basta ter um presidente torcedor fanático que desconhece como se administra um clube. Sempre estará correndo atrás do prejuízo. O único presidente fanático e que fez uma bela administração, arrumando as finanças do clube e um modo diferente e atual de administrar, mas que quase colocou o Inter na série B, na época, foi meu amigo de infância Fernando Antônio Carvalhal Miranda.

Gostei que voltamos para a série A. Um lugar que nunca deveríamos ter saído.

O campeão de tudo não foi campeão da série B. Tropeçou, ao longo dessa trajetória, em timecos que já andaram visitando a série mais abaixo.

Humildade é bom e todos nós gostamos. Reconhecer que precisamos dar uma bela mexida em tudo, principalmente naqueles que entram em campo com salários exorbitantes, que jogam com calções como se estivessem na beira da praia jogando um futvôlei, outros que nem seriam escalados em jogos de várzea ganhando mais que um diretor de banco....

Se a cegueira não der lugar à gestão responsável e competente, em 2020 voltaremos a ver futebol às terças e sábados.

sábado, novembro 18, 2017

Olhares de Chapecó !

Morar em outra cidade me faz ficar atento às suas peculiaridades. Sou um observador nato. Desconheço de onde vem essa virtude ou defeito pois, observações em demasia, podem nos trazer certos desconfortos. Aliás, tudo em demasia nos trás desconfortos.

Aqui, em Chapecó...

Não se assuste ao ver crianças e adolescentes andando com suas bicicletas e empinando as mesmas pelas ruas. Farão a mesma coisa quando chegarem à fase adulta com suas motos.

Como em muitas cidades mais pacatas, as pessoas gostam de jogar uma prosa fora em frente às casas ao melhor estilo cadeiras, rodinha e chimarrão. Aliás, o consumo de ervamate nessa cidade é um absurdo.

Aqui, também, acho que é a capital dos carros rebaixados. E agora vem o pior. A cidade é contaminada por quebramolas por todo o lado. Nem precisarei relatar o resultado disso. E, por falar em trânsito, os chapecoenses dirigem muito mal e imprudentemente. A quantidade de pequenas batidas diárias é frequente e intermitente. Pelas minhas observações diárias, posso afirmar que mais de 60% da frota da cidade tem algum tipo de batida nas latarias. Até parecem os táxis argentinos.

Se quiseres ver algum filme cult, pegue um ônibus e vá para Porto Alegre que fica mais perto que Florianópolis. Nessa região, nem pensar em encontrar algo diferente. E fique atento aos blockbusters. A maioria dos horários, nas poucas salas de cinema, os filmes são dublados.

O único shopping da cidade é um lugar bem bacana com boas lojas e uma praça de alimentação igual em qualquer outra cidade brasileira. Os restaurantes da cidade são muito bons com uma ênfase nos restaurantes japoneses. Tem muitos. E muitas lojinhas de cervejas artesanais.

A cidade, também, recebe bons roqueiros apesar da predominância ser de música brega e sertaneja.

As domingueiras também são uma atração à parte. Nada melhor do que se divertir às 15h de um domingo e ir cedo pra casa. Tá certo que não ouvirás rock de boa qualidade mas para passar as entendiantes tardes de domingo sempre irás encontrar um par para um batepapo divertido.

Não saia dessa cidade sem ir a um jogo da Chapecoense. Apesar de ter uma torcida morna, o ambiente na Arena Condá é bem seguro e familiar. São sempre os mesmos que vão aos jogos e ficam sempre no mesmo lugar. Se o jogo for no domingo, estarás, no final de tarde de segunda, tomando um chimarrão na casa de um novo amigo.

Sim. Aqui tem aeroporto com direito a pousos e decolagens da Avianca, da Gol e da Latam. Ou estás pensando que aqui é um buraco ?

Chapecó tem os maiores exportadores de carne suína e embutidos do mundo, Eu escrevi, DO MUNDO. A economia nessa região anda a passos largos e só não arruma emprego quem não quer trabalhar. Mesmo assim, temo uma pequena parcela de vagabundos que, volta e meia, agita a bela e efetiva polícia local.

As ruas saõ iluminadas, as calçadas mal tratadas, a sujeira coordenada, a separação do lixo desorientada, os vereadores em um descaso escancarado com a cidade, o prefeito quase desapercebido pelo progresso da cidade e os partidos, um que outro, preocupado.

Mas não é diferente de centenas de outras cidades. Estamos no Brasil mas vale a pena conhecer Chapecó.

O povo é hospitaleiro, amigo. Todos irão te receber muito bem. Aqui é uma grande famílis.

E não esqueça de, quando cruzar com alguém na rua, olhar nos olhos e dar uma bela saudação. Apesar dos pesares, aqui é um lugar de gente educada e um ótimo local para se viver.

Seja bem-vindo a Chapecó !

segunda-feira, outubro 30, 2017

Hotel x Hospital

Mesmo que alguns hospitais aplicam em suas dependências uma cara mais descontraída parecendo um hotel, hospital é um lugar de passagem, de recuperação da saúde  do paciente e esse processo tem que ser o mais breve possível e nas melhores condições de higiene.

Visita só de familiares e, mesmo assim, evitando aglomerações. Certa vez vi uma família inteira entrando em um hospital em Porto Alegre sendo que uma criança carregava uma bola de futebol e um adulto pedia para a turma esperar um pouco pois ele ía fumar um cigarro. Depois, lá se foram para o quarto, levando consigo uma turma de bactérias que se espalharão por onde passam.

Os hospitais deveriam fazer com que apenas pessoas próximas ao familiar possa subir. Em grandes hospitais, horários de visita mais parecem um shopping center de tanta gente circulando para lá e para cá. Ainda mais que muita gente se perde nos corredores e mais bactérias vai deixando pelo caminho.

Hospital não hotel e , mesmo, muitos desses últimos não deixam são proibidos de subirem aos quartos. Somente mediante uma taxa extra.

Hotel não é motel er hospital deveria deixar para trás sua cara de shopping em horário de visita.

domingo, outubro 22, 2017

O Gaúcho da Bombacha Rosa !

Confesso que estou estarrecido com esse "mimimi" contrariando expressões artístcas dos mais diversos gêneros. Os homofóbicos estão saindo do armário e digitando sem parar nas redes sociais. Ali não existe censura, estão seguros em seus lares e avisam para o mundo que são os mais desinformados na face da Terra.

Retrocedemos uns 100 anos. Talvez mais. Tudo o que conquistamos está indo pelo ralo, Exposições são ferrenhamente combatidas por apresentarem nudez explícita, peças teatrais condenadas à fogueira. A liberdade de expressão quer ser dominada pela ignorância das pessoas que sequer sabem ler um texto sem gaguejar. Interpretar o que leu, nem pensar.

Os que condenam a livre expressão artística são os mesmos que frequentam as salas de cinema, desde que o filme seja dublado. Ler, assistir e compreender um filme é muita coisa para os cabecinhas de minhoca. E agora querem ter voz ativa dizendo o que presta e o que não presta para se ver, sentir e ouvir.

Deveriam olhar para o seu interior e reconhecerem que são os ignorantes de plantão se achando formadores de opinião. Para chegar a tal ponto, o cérebro tem que ser exercitado ao longo da vida com muita leitura, muito estudo. Não é vendo novelas da Globo, os Datenas da vida que se forma um opinador consciente. Formam-se pessoas de conversas superficiais que não sabem o significado da maioria das palavras, falam mal e escrevem pior e agora querem tomar conta das artes dizendo o que devemos consumir e assistir.

E, nesse mês, não barrem o gaúcho de bombacha rosa na churrascaria. Ou eles não sabem qual a campanha que está em vigor nesse mês ? Apalpem suas tetas antes que o câncer mate mais um ignorante.

sábado, outubro 14, 2017

Personagens da Vida !

Essa semana tive gratas e frustrantes surpresas em conversas com algumas pessoas aqui em Chapecó. Uma das frustantes foi um comentário de um cidadão, colorado, uns 42 anos de idade, que me fez o seguinte comentário o qual publiquei no meu twitter:

"Mas que é esse cara que vai tocar na sexta no Beira-Rio ? Vai estragar todo o gramado pro próximo jogo" ! Respondi que se tratava nada mais, nada menos, que Sir Paul McCartney. E ele continuou com aquele olhar pensativo de "quem é esse louco" ?

Tudo bem que talvez ele não goste de rock, de samba, que tenha seus estilos preferidos musicais mas certas pessoas a gente sabe de quem se trata pela fama que obtiveram ao longo de seus trabalhos. Principalmente em uma das artes, talvez a mais popular das artes do planeta, que é a música.

Sei quem é Luan Santana. Desconheço o que ele canta. Mas sei quem é. Assim como Tonico e Tinoco, Daniela Mercuri, Os Tuaregues, e assim por diante. São artistas que não escuto. Nem por isso os ignoro-os.

Imagina se eu completo a conversa com um:
- Soubestes da controvérsia que causou a exposição do QueerMuseu em Porto Alegre ?

Não ía acabar bem o batepapo.
Há 8 segundos

domingo, outubro 08, 2017

Não parei no tempo !

As fico imaginando que esse fenômeno está acontecendo mas não está. Pelo simples motivo que o tempo não para. Já poetizava Cazuza em seus versos e canções.

O que noto é que o tempo não evoluiu para certas pessoas ou tenho um filtro muito exigente em saber o que presta e o que não presta. O que agrega e o que não agrega valor. Nesse aspecto sou bem chato.

Mas afirmar que sei o resultado disso seria ser arrogante em demasia.

Sabe de um programa que dá uma renomada em minha mente e que passa no canal aberto da Globo ? Altas Horas. Ali circulam diversas épocas em poucas horas, diversos estilos, diversos pensamentos e tendo uma platéia essencialmente jovem.

Esse programa me ajuda a me situar no tempo. Mas não será por isso que deixarei de ser um eterno criticador das questionáveis "coisas" que aparecem por aí. Principalmente no lado musical.

terça-feira, outubro 03, 2017

E agora, José ?

Vistes, falastes e nada agistes.
Deixastes o pastel queimar, a boca falar demais, o discurso superando as atitudes.
E agora, José ?

Voltastes para a cobra peçonhenta,
fostes derrotado pelo líquido malígno,
Mais uma vez o inimigo estava dentro de ti.
E agora, José ?

Não dissestes a que veio
Não viestes de graça
Mas caístes na desgraça de mais uma derrota.
E agora, José ?

sábado, setembro 30, 2017

Os guris invasores !

Falou-se esses dias sobre a gurizada que invade campos de futebol, espaços delimitados, etc. Eis minha opinião enviada a um jornal de grande circulação:

Eu sou totalmente favorável ao que escreveu o Túlio Milmann sobre as invasões infanto-juvenis. Os mesmos que costumam invadir espaços delimitados, no futuro, serão os mesmos que tirarão o sonho de uma medalha de ouro em uma maratona invadindo um lugar que não lhe pertence. E continuarão, em ambos os casos, sendo capa de jornais.Infelizmente.

Só para lembrar, o garoto que ficou conhecido no mundo inteiro ao subir no palco junto com Bono Vox em um show em São Paulo da banda U2, foi gentilmente convidado pelo astro. Bem simples assim. Bem educadamente assim.

domingo, setembro 24, 2017

Que geração a minha !

Posso afirmar que as pessoas que nasceram nos anos 60 para cá, entram os do 50 também, estão tendo uma experiencia, para os que ainda estão vivos, extremamente complexa. Está certo que nascemos no pós-guerra mas no meio da guerra-fria.

Nascemos com os Beatles, Martin L King, com o assassinato do Kennedy, com a ditadura militar brasileira que, ao passar do tempo, muitos tem saudades, inclusive eu, com o impeachment de dois presidentes, com confisco de dinheiro do povo, vendo Inter e Grêmio serem campeões mundiais.

Assistindo, estarrecido, uma guerra entre traficantes, polícia e exército no Rio de Janeiro, presenciando juízes ao lado de bandidos, juízes ao lado da verdadeira justiça, assistindo a polícia mostrando 51 milhões de em espécie guardados na casa de um corrupto (imaginem o que está guardado em algum outro lugar por aí), torcidas brigando dentro e fora do campo como se tivessem aberto as portas dos presídios, mais de 40% de adolescentes sem estarem estudando, o ensino cada vez mais decadente, salários de servidores sendo parcelados às migalhas, etc, etc, etc....

Que geração. Se tivermos reencarnação, muita história teremos para contar.

sábado, setembro 16, 2017

Food Trucks e outras coisas móveis

Estamos diante de um assunto a se pensar. Criativos, interessantes, propostas novas, Esses são os "food trucks" ou furgões que fornecem comidas e bebidas dos mais variados tipos.

Quando morava em Porto Alegre, uma vez por mês tinha um evento na praça Garibaldi, bairro Cidade Baixa-Azenha, onde pessoas expunham os mais diferentes artigos para venda. E lá estavam os "foods".

E como fica o entorno, o comércio local ? Da mesma maneira. A churrascaria próxima, na Venancio Aires, tinha fila cada vez maior nesses dias, O estabelecimento da cerveja artesanal na José do Patrocínio vendia muito bem e todos estavam contentes,

O comércio fixo se paga com bom atendimento, bons produtos, boa frequencia.

Não importa se um "food" estaciona em frente ao seu estabelecimento que, de acordo com as afirmações anteriores, não irá tirar a sua clientela.

Que sejam bem-vindos os "foods". Eles espantarão os fixos que nos atendem mal.

segunda-feira, julho 17, 2017

Macaco, baleia, marreca ?

Sou totalmente contra um ser humano ofender os demais. Não faz parte do nosso bom caráter soltar ofensas gratuitas aos outros.

Mas vamos pensar o seguinte: chamar alguém de macaco é tão desastroso que chamar o gordo da escola de baleia, o outro que faz as coisas mais lentamente de tartaruga, o que tem tendencias mais meigas no relacionamento de bâmbi, o cara mais alto da turma de girafa, a menina que caminha de modo diferente de gazela e assim por diante.

Todos esses termos são ofensas. E graves. Deveriam parar qualquer jogo de futebol ou mesmo lotarem as delegacias por coisas banais.

Ser chamado de macaco, o que tem dado mais confusão para os afrodescendentes, deveriam saber que todos somos descendentes de macaco. E um ser humano que ainda não evoluiu poderia ser chamado de macaco fazendo o papel do mesmo que também não evoluiu ao xingar o próximo desse animal.

Também ficaria incomodado de chamasse alguém na rua de negão o qual faz o mesmo feito de outro ser chamado de alemão, polaco, gringo, etc...

Enfim, para acabar com toda essa polêmica é só as pessoas pararem de se ofenderem. Se uma partida de futebol não é interrompida quando 30 mil pessoas mandam o juiz para aquele lugar, chamar alguém de macaco não deveria ter grandes repercussões.



terça-feira, julho 04, 2017

Chape

A saída do Mancini da Chape vai mais além do futebol. Mexeu com os brios da população local. Mexeu com os brios de quem fez essa potência comercial em apenas 100 anos e um time de futebol que, em pouco mais de 40 anos, saiu do zero para a série A e lá tem se mantido. A troca do técnico foi uma atitude preventiva do desastre que poderia ocorrer mais adiante: a volta à série B. Fato que não combina com a cidade. Já superou-se uma tragédia, atuou em jogos internacionais, ganhou visibilidade mundial e estava na hora de tirar um apagado técnico à beira do campo sem ter a explosão que o time demonstrava dentro. Que venha um agitador, um desbravador. É disso que a Chape e a cidade espera.

quarta-feira, junho 14, 2017

Ludopédio

Segundo a tradução literal no dicionário Aurelião,

"Ludopédio pode mesmo considerar-se o sinónimo vernáculo do neologismo futebol. Enquanto o inusual ludopédio se formou do substantivo ludo (jogo, divertimento) + pedio (pé), o generalizado futebol é a forma aportuguesada do vocábulo inglês “foot-ball”.

E foi com esse nome que a empresa de jogos criativos e desafiantes Grow, a mesma que criou o War, elaborou um complexo jogo de futebol onde, na primeira etapa a gente faz o papel de cartola, contratando os jogadores, e, na segunda etapa, parte-se para o campeonato ou para a partida derradeira, caso estejam somente dois participantes.

Além de desafiador, o jogo tem seu lado hilárico na descrição de alguns jogadores. No elenco para a formação dos times encontramos um eclético elenco, dos craques aos pernas-de-pau, cada um com diferentes preço de passes.

E o mais curioso de tudo foi o inventor desse mirabolante jogo. O cantor e compositor brasileiro, Chico Buarque de Holanda, um apaixonado pelo futebol.

Vale a pena dar uma olhada nesse jogo, principalmente aqueles que curtem participar do globalizado Cartola.

quarta-feira, maio 24, 2017

Do que o Brasil Precisa ?

O Brasil precisa é de um Déspota Esclarecido !

Voltei !!

Depois de um tempo sem internet em casa, voltarei aos meus comentários que costumo escrever aqui além de crônicas, poesias e demais estilo de comunicação escrita.
Desculpa ter deixado um vácuo mas agora já está sendo preenchido.
Obrigado.

sábado, abril 15, 2017

As listas !

Nunca gostei de listas. Elas sempre vem acompanhadas de certa arrogância, principalmente as listas de noivos. Casam e depois querem que os amigos mobilhem a casa deles. Ora, se resolveram casar já sabiam que teriam que ter despesas e o que ficam pedindo nas listas são de responsabilidade de quem tomou a decisão de se juntar.

E o pior de tudo. A gente se esmera em dar um presente legal para o casal e os mesmos se separam. Por que se juntaram para estarem meses ou poucos anos depois nas mesmas condições iniciais ?

Lista de convidados para uma festa: essa é necessária com direito a porteiro barrando quem não foi convidado. Quem não tem aquele amigo de bar que serve pro bar mas nunca iria convidá-lo para uma festa na tua casa ? Nesses casos a lista é necessária.

E o que falar da Lista de Schindler ? Baita cara que fez a sua parte ao livrar da morte muita gente boa e trabalhadora.

Mas a melhor das listas dos últimos tempos tupiniquins foi essa do Fachin. Que tsunami, minha gente ! Que arrasa quarteirão, brasileiros e brasileiras ! Que rolo compressor, compreendeu ?

Que se transforme em algo útil essa lista. As demais acima são bem administráveis mas essa é complicada de resolver. Só mesmo com o auxílio da polícia.

sexta-feira, abril 14, 2017

Alô, o fulano se encontra ?

- Alô, quem fala ?
- Aqui é a Judite, empregada da casa.
- O Sr Eduardo Cunha se encontra ?
- Não, meu filho. Ele saiu para fazer um trabalho em Curitiba e não tem prazo pra voltar. Quer deixar recado ? Ele está sem celular pois nesse lugar que ele está trabalhando não tem lojas de recargas. Liga outra hora, tá bem meu querido ?

- Alô, o Sr Dirceu se encontra ?
- Quem está falando ?
- É do jornal Caiu a Casa !
- Meu filho, aqui é a Janicleta, empregada da casa. Olha...o Dr Dirceu está numa situação complicada. A última notícia que tive dele é que ele foi em uma trilha fazer turismo e se perdeu no mato.

domingo, abril 09, 2017

Não terei barriga "tanquinho" !

A vida vai passando e aquela forma física de guri vai deixando de ser prioridade pelo simples fato de que nosso corpo vai se transformando, pra pior. Mais pelancas, mais barriga flácida, menos resistência, etc...

Mas isso é a parte física. A parte intelectual parece cada vez mais ativa. A experiência nos dá entrar em qualquer tipo de debate, de discussão, de conselhos, de poder refletir as novas situações que enfrentamos antes de tomarmos uma decisão. O cérebro não tem descanso e isso eu fico extremamente gratificado pela idade em que estou.

Converso com gente da minha idade, com jovens, faço trabalhos voluntários, oriento muitas coisas devido a vivencia em si.

E fico, ainda mais gratificado, quando um jovem me pede um conselho, uma opinião.

A parte física eu não tenho mais esperança de ser o Otávio com 29 anos. Mas me sinto bem com o estado físico em que me encontro e, o mais importante, parece que meu cérebro está cada vez melhor.

terça-feira, março 28, 2017

Dr. Smith e o Brasil !

Chega a dar nojo assistir aos telejornais onde predominam notícias de corrupção em todos os partidos. Mas o que mais me dá nojo são os brasileiros que continuam elegendo esses ladrões pela simples falta de cultura, informação, etc...

São pessoas mergulhadas na ignorância que não conseguem enxergar a roubalheira nesse país.

Pessoas, e isso eu presenciei durante muitos anos, que desconhecem até o nome da rua que passa ao lado da sua apesar de estar ali há mais de 30 anos. Pessoas que se encontram em grupo para falar de futilidades. 

Pessoas que mal sabem ler e sequer interpretar o que leram. 

Pessoas que pagam um ingresso caro nos cinemas de shoppings mas que optam por um filme dublado pois não conseguem acompanhar a legenda e ver o filme ao mesmo tempo. E tem que ser filme de ação. 

Filmes que os fazem pensar acabam dando um verdadeiro nó nos seus neurônios e voltam pra casa com "enxaqueca". Estamos perdidos assim como a nave espacial da família Robinson lá nos idos anos 60.

domingo, março 26, 2017

Jingle pra dormir

Dorme nenê
que vem conta pra pagar
o boleto da creche e o da babá
e até o pijaminha eu papai tem que bancar

Dorme nenê
do meu coraçaozinho
enquanto tu dormes feliz e quietinho
eu estou quase falindo

Dorme nenê
e vá ser jogador de futebol de um time
pois escola barata não tem pra ti
o futuro da família depende agora de ti

Dorme, nenê

Que a Cuca vem pegar !

Como falam da volta dos militares ....

Vos digo que tinha 4 anos de idade quando os militares assumiram o comando do Brasil e ainda continuei vivo para ver a sua saída aos poucos mas, queira ou não, controvérsias ou não, me deixaram certas saudades. A volta dos militares não seria a solução assim comoo jeito que esse país está sendo conduzido também nos levará a lugar nenhum.

Não digo na parte cultural. O segmento das artes em todas as suas artérias é importantíssimo para a cultura de um país mas não é responsável pelo seu crescimento. Se assim fosse, Jamaica, com seu contagiante reggae e Cuba, com diversas manifestações culturais bem interessantes, incluindo a música, seriam países de primeiro mundo.

Aproveitando, já faço de imediato um comparação muito importante: Fidel Castro saiu da miséria e morreu milionário. Os militares que foram presidentes desse país o fizeram crescer e morreram com as mesmas coisas que tinham quando entraram.O Fidel é o Lula deles que, infelizmente, ainda incomoda negativamente a todos.

Quando os militares governaram, eu sabia o nome de todos os ministros pois não era essa cambada de mamadores cujo número total ultrapassa ao elenco de alguns bons times de futebol que disputam a primeira divisão. E isso que cada ministro tem uma porrada de ramificações e essas se multiplicam em progressão geométrica onde se chega a uma conclusão: pra que tanta gente para administrar um país sendo que temos os comandos estaduais bastante inflados administrativamente e que, teoricamente, deveriam ser um complemento confiável do presidente ?

Se tivéssemos 10 ministérios eficientes e uma meiadúzia de ramificações em cada um, far-se-ía o mesmo papel que existe hoje e, com certeza, com muito mais eficácia e eficiencia.

Mas, voltando a falar do regime militar, estudei em Porto Alegre, parte em escola pública, parte em escola particular afirmo, categoricamente, que muita escola pública estava em um mesmo nível educacional positivo que as melhores escolas particulares.

Segurança nas ruas era muito melhor que a existente. A saúde igualmente sendo que três cirurgias em função de minha paralisia infantil foram feitas pelo SUS. Na época, INPS. Em termos econômicos chegávamos a crescer 10% ao ano. Nunca negativamente como agora ou perto disso.

Claro que, em muita coisa, estávamos atrasados. Mas sempre estávamos olhando pra frente, crescendo. Aliás, os carros de passeios da população ostentavam, em muitos deles, adesivos nos vidros criados pelos próprios militares: BRASIL, AME-O OU DEIXE-O !

Qual seria o slogan nos vidros dos carros nos dias de hoje bolados por esse governo que está aí ?

quinta-feira, março 23, 2017

sábado, março 18, 2017

Missão Cumprida !

Aos 90 anos, um grande e carismático músico nos deixa. Com mais de 80, fez um show antológico em Porto Alegre com uma energia de um adolescente em início de carreira.
O sorriso no rosto, a energia ao tocar, contagiaram todos por todos os cantos desse planeta.

Chuck Berry se foi mas deixou seu legado. Um legado de alguém que estava aqui para cumprir uma missão e a cumpriu com maestria.

CB não veio a esse mundo para viver no meio da chinelagem, para assaltar, matar pessoas...Veio para trazer uma mensagem de paz, de harmonia, de ritmo, de rock, de coisas boas.

Que fique em paz e espero que retornes, segundo as crenças do espiritismo. E, se voltares, volte na mesma sintonia que o mundo agradecerá.

sábado, março 11, 2017

Porto Nada Alegre !

Adroaldo, cuja mulher o chamava carinhosamente de Chuchu, e Marisa, a Mimo, era, digamos, um novo casal, recém juntados e que ainda estava naquela fase que o marido ainda não passa o domingão bebendo cerveja, atirado no sofá vendo filmes de pirata e ela, já bem gorda, fazendo bolinhos de chuva apesar de não ter nuvem alguma no céu.

Ainda estavam na fase de que tudo era novidade. Faziam um miojo à noite mas apagavam as luzes e deixavam uma vela acesa na mesa para ficar mais romântico. O Sonrisal misturado com água dava o clima de um espumante cover. Era um casal feliz !

E, como todo casal feliz, a energia positiva ao seu lado e as oportunidades íam surgindo. Adroaldo era daqueles que vestia duas camisas da empresa, uma por cima da outra, de tão dedicado. Em um belo dia veio a notícia.

O dono da fábrica de artefatos bélicos, patrão do Adroaldo, lhe dá um recado curto e grosso: "Preciso de ti em Porto Alegre. Aquilo lá está virando um novo complexo do Alemão e precisamos expandir nossos negócios. Semana que vem tu fazes a mudança. Vais abrir a nossa primeira filial".

A empresa tinha sua matriz em Águas Calmas. Os negócios estavam crescendo e lá se foi o Chuchu e a Mimo para Porto Alegre.

Como o salário era bom, o casal podia morar em um lugar tranquilo e seguro. Porto Alegre estava diariamente nas manchetes dos jornais brasileiros pois tinha se tornado uma cidade nada alegre e muito violenta.

E o condomínio ideal foi encontrado em um anúncio nos classificados:

"Excelente apartamento em bairro nobre, vidros de lotérica, paredes de bunker, porta giratória que nem banco na saída dos elevadores, andares codificados, câmeras de segurança até nos banheiros, churrasqueira na sacada à prova de bala perdida, botões pânico em todas as dependências, grades nas janelas em todos os andares e, na cobertura, metralhadora anti-aérea inclusa.

No condomínio, tricheiras para as crianças, minas terrestres nos jardins, eclusa e guarita blindada, vaga para dois tanques de guerra na garagem.

Venha morar atrás das grades. Venha morar no Condomínio Paraíso !"

E eles foram ! Na primeira semana em Porto Alegre, Adroaldo foi executado na saída do trabalho pois não entregou o cartão de orelhão que tinha no bolso e Marisa morreu no enterro do marido, no cemitério Jardim da Paz, por uma bala perdida em uma troca de tiros entre gangues na Lomba do Pinheiro.

Bem-vindos a Porto Alegre !

quinta-feira, março 09, 2017

Frases fora de moda !

O título dessa postagem já começa mal. Falar em coisa fora de moda é realmente dizer que algo já não serve mais. Mas é aqui que está o cerne da discussão: por que não serve mais ? Claro que serve e sempre alguém criativo dará nova roupagem àquilo que outrora não serviria mais mas que agora serve.

Em termos gramaticais, cito algumas coisas usadas até hoje mas que não tem mais sentido. Vamos aos exemplos:

01. Caiu a ficha

Mas que ficha é essa ? Caiu onde ? Tempos atrás, quando os orelhões (aparelhos públicos para uso da telefonia fica) existiam, usava-se uma ficha, parecida com uma moeda, que nos dava tantos minutos (ou segundos) para se falar ao telefone e ela só cairia quando se completava a ligação. Como era coisa rara de completar a ligação, o termo acabou se popularizando quando uma pessoa conseguiu entender determinada situação real da vida. Os catarinenses chamavam essa ficha de orelhão de "pastilha de prosa".

02. Cachorro Viralata

Hoje não temos mais latas nas ruas e os cães, à procura de comida, não conseguem virar um contêiner. Mas entre a época das latas e do contâiner existiu, e ainda existe, os sacos de lixo e essa expressão deveria se transformar em "cachorros rasca-sacos". Esse nome também muito se usa para se referir a uma pessoa desacreditada, perdida..."O cara é um baita viralata". Sinônimo de estar sem rumo na vida.

Mais adiante escrevo outras pois sem que o tempo é curto e ficar lendo cultura inútil atrapalha a programação diária do ser humano. Mas cumpri meu horário.


quarta-feira, março 08, 2017

A vedete do futebol chamada "pay-per-view".

Precisamos dar um basta nos boletins de ocorrência nos jogos de futebol. Estádio é como teatro. É um lugar de diversão, cultural, de bom comportamento, de respeito a quem está sentado nas demais acomodações do ambiente.

Torcida de futebol não é lugar de bandidagem , de crime organizado, de arruaceiros, de drogados incomodando os demais, de bêbados que nem sabem o resultado da partida.... Torcer pelo futebol requer regras nos estádios. E isso não tem acontecido aqui no Brasil pois as facções criminosas estão encontrando um filão para requisitar seus asseclas e , assim, aumentar seu campo de atuação.

Eu era criança e frequentava o Beira-Rio. Ía e voltava à pé pro estádio, mesmo à noite. Hoje seria uma tarefa extremamente arriscada pois a bandidagem está onde a polícia não está mais.

Quando me tornei adulto, deixei de frequentar os jogos do Inter e fui salvo pelo "pay-per-view" que, como o nome prórpio diz, tenho que desembolsar uma grana extra para ter lazer quando isso , em outros tempos, era bem mais barato. A segurança no próprio lar se tornou um grande negócio: grades, câmeras, cachorros e ...pay-per-view !

O que deveria ser chamado de progresso quando eu tinha 15 anos, hoje chamamos de regresso. De quem é a culpa ? Exclusivamente é nossa !


domingo, março 05, 2017

Escrever na madrugada !

O telefone não toca
o batente ficou para trás
cheguei em casa, tranquilo
e isso me satisfaz

Posso criar, comentar
nas redes sociais ou em outro lugar
o que tenho a dizer
não me incomoda mas vai incomodar

As pessoas não estão acostumadas
a ler algo diferente, especial
e ficam cabreiras em curtir
algo que saia do seu normal

Mas para esclarecimento
isso não é um boletim de ocorrencia
é apenas uma reticência
que deixa na mente uma certa pendência
para esse advento

sexta-feira, março 03, 2017

O Fundo do Poço !

Onde fica o fundo do poço ? Quanto temos que percorrer até chegar a este lugar ? Qual a distância até chegarmos na luz do final do túnel ? São minutos, dias, anos, milênios ? De onde estamos atualmente, quanto falta para chegarmos numa chamada "zona de conforto" onde tudo se normaliza e nossas vidas seguem de uma maneira tranquila e digna.

O Brasil se encontra, nos dias atuais, mergulhado em um buraco que não se conhece sua profundidade e nem como poderemos sair do mesmo. Até temos alternativas para sair mas depende de tantas variáveis que só os minutos, as horas, os dias, os meses, os anos, os séculos ou anos-luz nos tirarão desse atoleiro que não sabemos se é raso ou extremamente profundo.

É como mexermos em um vespeiro e mudar radicalmente a situação em que nos encontramos sem nos preocuparmos com as consequências.

Somos um povo covarde, por natureza. Entramos na segunda guerra de maneira discreta, tomamos uma goleada da Alemanha durante uma copa mundial sem termos qualquer tipo de reação, votamos nos mesmos corruptos de sempre por nunca termos tido vontade de ler e estudar, preferimos assistir um BBB a ver um filme que nos traga reflexões e nos tirem uma noite de sono, preferimos ver televisão a ler um livro o qual requer mais desenvoltura cerebral, preferimos sempre fazermos as mesmas coisas a inventar uma forma diferente...

Por essas e por outras, fica difícil saber a distância da alegria, do prazer, do bem-estar !

E o grande culpado somos nós mesmos !

quinta-feira, março 02, 2017

O gurizinho de Pelotas

Um ensaio resgatado de uns anos atrás ao observar o crescimento de um garoto da geração Y cuja família decadente apostou todas as suas fichas sendo que as mesmas caíram como um dominó ao longo do tempo.
Aí está !

A grande promessa e o abismo final !

Saiu de uma cidade do interior. O garoto, sem ainda ter consciencia dos fatos, trocou seis por meia dúzia. E os pais, como todos os frustados na vida, tinham no seu sucessor a esperança do sucesso familiar. Os pais não eram exemplo para isso mas investiram no negócio como se fosse um produto da bolsa de valores.

O garoto foi crescendo mostrando um lado intelectual apurado, bem estranho ao meio familiar que convivia. E junto disso veio uma índole diferente: ser o primeiro a todo custo, o centro das atenções e, assim, conquistar amigos e, inevitavelmente, inimigos. Para esses últimos, a tática da sedução veio à tona.

Com uma aparencia diferenciada pelos olhos e um jeito meigo de ser, foi conquistando seu espaço e se tornando o amado e querido da turma.

Conquistada a etapa inicial de sua formação cultural e nascido na geração Y, ficou difícil enfrentar o mundo lá fora e decepções afloraram na vida. Contumaz nos líquidos alcoólicos, vindo direto do seu DNA familiar, confundia diversão com sexo e se entregava depois de algumas garrafas para o bel prazer dos amigos próximos que o via como uma presa sexual fácil de ser dominada.

Como resultado, aproximações não sinceras e indesejáveis começaram a fazer parte de sua turma. E a cegueira que tomou conta do rapaz, por conta da difícil socialização no meio normal dos humanos acima do virtual o qual dominava, o levou a programas relacionados com o que sentia atração nos vídeos da madrugada encerrado no seu quarto de um pequeno apartamento dividido com os pais.

As redes sociais se tornaram seu grande elo de comunicação com o mundo e pensamentos e atitudes explícitas na vida começaram a vir à tona para conhecimento geral. Nem as configurações disponíveis conseguiram esconder suas preferencias e a família completava, assim, o elo do "undergroud" que faltava.

As identidades que surgiam sobre sua pessoa nas redes sociais era uma tentativa de esconder seu verdadeiro eu, utilizando-se de pseudônimos que o confundiam com sua própria realidade e visível a todos que o conheciam. Textos, nessas redes, eram escritos com uma mistura de falta de foco, palavras pouco usuais mas presentes no conhecimento adquirido ao longo do tempo e conclusões, sob a visão dos leitores, confusas e difusas mas que não valia o comentário da questão e sim seu corpo sensual, como mesmo o intitulava, disponível depois de alguns goles de uma bebida barata.

E assim foi passando o tempo, sem nada ter sido construído e a eterna promessa da criança serelepe e inteligente, com inúmeros adjetivos positivos, se espraiou no encontro do virtual com o real à ponto de ter seu ganhapão vir de programas eróticos disponíveis em salas de batepapo.

A vida, ao melhor estilo dos escritores e intelectuais do gênero, estava marcada pela abreviatura.

E o garoto, assim como milhões de outros brasileiros sonhadores, caiu no esquecimento depois que mais ninguém o encontrou por aí. Muito menos nas redes socias.

segunda-feira, fevereiro 27, 2017

Carnaval em Chapecó !

Ouço pelos cantos dessa cidade que o carnaval é uma bosta pois a cidade fica às moscas e o comércio não fatura. 

Ora, empresários. A escolha de remar contra a maré foi do próprio empresariado local de não querer promover um carnaval bem criativo na cidade e que poderia lotar hotéis, restaurantes e lojas. 

Mas, não. Se emburram assistindo as demais cidades do Brasil faturando em uma semana de uma festa milenar mas que Chapecó odeia, vira às costas e não consegue ter uma idéia criativa para cobrir esse buraco. 

Talvez daqui a 500 anos mais adiante, o povo brasileiro se dê conta que carnaval talvez seja uma grande bobagem. Enquanto isso, o empresariado vai remando contra a maré e trabalhando emburrado vendo pela TV os mais espertos que faturam, e muito, nesses dias de folia. Insana ou nem tanto ! 

A rádio Sonora FM, tradicional reduto de apreciadores rockeiros dessa cidade, reservou um turno na sua programação e vendeu seu espaço para um programa divertido e criativo sobre o carnaval. Faturou o que tinha que faturar aproveitando o momento em que não se fala em outra coisa em um período forçado por aqui mesmo de vacas magras. A cidade sabe lidar com suínos mas parece que desconhece essa outra espécie de mamíferos que, volta e meia, aparecem por aqui.

Criatividade não cai do céu. Aliás, minto. A chuva sempre inventa uma forma diferente de se apresentar.

domingo, fevereiro 19, 2017

Regras de guerras e os assaltos corriqueiros !

Esses dias estava vendo um filme de guerra no Youtube onde alguns militares estavam sendo condenados por "crimes de guerra". 

E o que seriam essas coisas condenáveis que não podem serem feitas em uma guerra ? 

Quem sabe o mesmo poderia ser aplicado aos assaltos diários nas grandes cidades, tipo: 

"Olha, tu podes até assaltar mas não podes atirar na vítima e nem roubar os documentos".

Esses deverão ser entregues de maneira sigilosa nos Correios para que os lesados possam recuperar seus pertences. Caso essas regras não sejam cumpridas, irá se caracterizar como "crime de assalto" assim como existem os crimes de guerra onde, no meio do caos e do desespero e loucura, certas coisas como execução, tiros na cabeça, dedo no rabo e por aí vai, NÃO PODE !

sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Reviravoltas !

Assim como o nosso planeta fica dando voltas sobre si mesmo e outras pelo sistema solar, nossas vidas também acompanham esses ciclos. E nada melhor diq eu sair de um ciclo ruim e partir para outros muito bons.

Mesmo a gente tendo gente derrotada e negativa que se contentam em ver a desgraça alheia, nem desconfiam que estão cavando a sua própria infelicidade. Problema delas.

Podem me derrubar que eu levanto. E mais forte ainda.

Cada vez que alguém tenta me prejudicar, mais sereno, cauteloso, estratégico, inteligente, entre outras boas coisas, eu vou ficando.

As adversidades sempre engrandecem os vitoriosos.

Por isso dedico essa minha fase da vida aos que ainda não descobriram a sua e ainda tentam atrapalhar a dos demais.

Podem ter certeza que a quantidade de amigos que pessoas desse tipo tu contas nos dedos em somente em uma das tuas mãos. A outra mão tu podes usar para limpar as cagadas ao longo da vida de quem desconhece a felicidade..

domingo, fevereiro 12, 2017

Mozart e Godofredo !

Quando cheguei a Chapecó, na minha segunda mudança de casa mas mantendo o mesmo bairro, o Passo dos Fortes, conheci o Godofredo. Muito amigável, brincalhão e logo se tornou meu amigo. Quando saía para trabalhar, ele quase sempre me acompanhava até a parada do ônibus, esperava o mesmo chegar e depois voltava sozinho.

As vezes quem ía sozinho para a parada era eu. Saía cedo e o Godô, seu apelido, ainda estava dormindo ou estava chovendo e ele preferia ficar em casa. A parada do ônibus era perto. Apenas uns 2 minutos de caminhada.

Godô não era de falar. Mas era um exímio observador. A casa dele era a de cima e ele sabia a hora em que eu gostava de tomar um chimarrão. Era o momento de eu ligar minhas músicas preferidas.

De ouvido antenado, Godô esperava sempre as suas favoritas: música clássica. Era só começar um Mozart que o Godô vinha de mansinho e, sem pedir licença, se acomodava perto do som, fechava seus olhos e ficava ali apreciando como se uma orquestra sinfônica estivesse ali à sua frente tocando só para ele.

E eu ficava intrigado com isso. Como um ser tão novo gostava tanto de música clássica sendo que os outros estilos não o atraíam ? A resposta é: não sei. Essa afinidade um tanto inexplicável.

Ainda mais que Godô era um charmoso cachorro viralata.

Me mudei e nunca mais o vi. O bairro é o mesmo. O Passo dos Fortes !

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

Entrevista com um político corrupto ! (a escolha é livre)

- Senador....
- Senador, não. Vossa Excelência !
- Mas tratar ladrão por Vossa Excelência é uma novidade ! Imagina tratar todos assim em Bangu 8 !
- Ora, estagiária...
- Não sou estagiária....
- Desculpa. Bangu 8 tem muita gente que merece esse tratamento digno e respeito. Inclusive parte da nossa turma está fazendo um estágio por lá como a senhorita está fazendo em sua empresa.
- Por que vocês são a turma do gerúndio ? Tudo está andando e nada andou.
- Porque adoramos a língua portuguesa e esse verbo é pouco empregado nas mídias. Estamos sempre trabalhando.
- Viu ? De novo !
- De novo o que, minha filha !
- Não sou tua filha, político de merda.
- Olha o respeito, minha filha. Vossa Excelência, seu político de merda, tu tens que dizer.
- Que diferença faz ?
- A mesma entre a cueca e calcinha. Mas um causa mais desconforto que a outra a usar.
- E Vossa Excelência usa o que ?
- Estou USANDO....ahhh...deixa pra lá !
- Vai pra casa, seu Gerúndio......

terça-feira, fevereiro 07, 2017

Tudo ao Contrário !

O Onaireves tinha carro mas só andava de ré. E o pior: sempre na contramão.
Noslen, seu único filho, sempre o alertou para esse constante perigo.
O pai, ao chegar na academia, onde se exercitava diariamente e chegava até a mesma indo no sentido ante-horário, subia na esteira de caminha e começava a caminhar. Só que ao contrário. De costas para os comandos.

Adorava cantar o "parabéns pra você" nos aniversários de trás pra frente e que resultava em um desconforto geral para os participantes. Dona Lisarb, sua esposa, já não aguentava mais essas atitudes.

Onaireves vestia sempre as calças ao contrário, com a bragueta para as costas. Segundo ele, facilitava na hora de fazer cocô pois não precisava baixar a mesma mas nunca explicou como fazia xixi com facilidade.

No dia em que Onaireves teve um infarto fulminantemente surpreendente, uma coisa inesperada aconteceu: ele nasceu !

segunda-feira, fevereiro 06, 2017

Em que Planeta estou hoje ?

1995. Primeiro Planeta Atlântida na SABA, praia de Atlântida no RS. Praia dos ricos e ostentações monetárias onde muitos moram em apartamentos modestos na capital dos gaúchos mas ostentam uma casa cinematográfica ou quase isso no nosso litoral. Ali dá o parecer que a palavra CRISE não faz parte do vocabulário daquele pessoal.
Mas voltando ao festival em si, criou-se um clima temático à la Mad Max. Eu e meu amigo Leo Sassen tínhamos montado um Bloco de Carnaval chamado Bloco dos Fantasmas no ano anterior e, na sequencia, um bar com o mesmo nome.

Passou pela praia um pessoal da RBS convidando todos que tinham um bar para um grande evento musical, quase inédito por nossos pagos. O preço era extremamente convidativo com direito a participar de duas noites no festival que começava às 16h e ía até o amanhecer de uma sexta e um sábado. Muitas atrações locais e nacionais confirmadas: Elba Ramalho, Gilberto Gil, Zeca Baleiro, Mamonas Assassinas, Paralamas do Sucesso, entre outros além de algumas bandas de rock locais.

Mas todos os comerciantes conversavam entre si e tinham uma certa dúvida se valeria o investimento pois não se sabia a reação do público pois os ingressos não eram tão populares mas tinham o patrocínio de um grande conglomerado, a RBS, a qual tinha a rádio Atlântida como a que se identificava mais com os jovens. O problema disso tudo é que a rádio mais rock´n roll da cidade e escutada em todo o RS se chamava Ipanema, disparada na audiência. Era uma aposta, como todo o investimento.

Quem apostou se deu muito bem. O primeiro Planeta Atlântida foi um sucesso. Participei nesse e nos outros 2 seguintes como fornecedor de placas de sinalização e nos outros 3 subsequentes como público.

Me lembro que, na época, minha empresa de sinalização fez uma camiseta para o evento para distribuir para os clientes que fossem ao festival que dizia o seguinte: na parte da frente SINALIZAMOS ATÉ EM OUTROS PLANETAS. Na parte de trás, PLANETA ATLÂNTIDA E SIGN EXPRESS JUNTAS NESSE GRANDE FESTIVAL. PRAIA DE ATLÂNTIDA , 1995.

Aqueles tempos ficaram na minha memória. Se fosse nesse último, seria um peixe fora d´água pelo desconhecimento dos grupos que se apresentaram sendo uns poucos que me identifico. Por outro lado, seria uma grande oportunidade de rever meus bons tempos de guri e passar muitas horas de pleno divertimento e, também , para me reciclar com os sons que a gurizada anda curtindo. Se bem que sou fã do Thiago Alok. Nem estou tão velho para os meus 56 anos.

sábado, fevereiro 04, 2017

Vamos progredir como ?

Quem elege esse pessoal é o povo. O trabalho tem que ser feito na raíz, no povo. Não adianta ficar se lamentando disso ou daquilo quando o grande problema está lá em baixo. Na raiz da ignorância de nosso povo que não sabe escrever, que não sabe matemática, que tem os piores desempenhos escolares, que procriam que nem porcos, que não tem opinião formada sobre coisa alguma, que adoram novelas da Record e da Globo...Tu esperas o que desse tipo de gente ? Tu esperas que um povo com esse perfil vai fazer o que por esse país ? O povo que elege corruptos erm todas as eleições e que pede grana para colocar gasolina em seu carro em troca de voto....Vamos progredir como ?

segunda-feira, janeiro 30, 2017

A Volta da Chapecoense !

Não deve ser fácil reconstruir uma fortaleza erguida ao longo do tempo. Mas , ao mesmo tempo, não era uma fortaleza pois caiu. Caiu através de uma atitude simplória mas que desmoronou um grupo inteiro.

Nesse domingo a história vira mais uma página de um clube que mais se confunde com uma família que qualquer outra coisa. E esse pessoal que assumiu ao meio de tanta desgraça vai nos dizer a que veio.

Torço, infinitamente, pelo sucesso da Chapecoense. Não com sentimentos de pena ou coisas semelhantes. Mas com admiração de reerguer uma marca, uma empresa, uma equipe, uma família.

Que esse ano, e os seguintes, sejam caminhos a serem trilhados por essa equipe que conquistou os corações mundiais.

sexta-feira, janeiro 27, 2017

Marcas que marcaram e que ainda marcam !

Criar uma marca, um nome, pessoalmente, é algo que me admira muito. Aquele que consegue criar uma palavra que será pronunciada por anos à fio é digno de um troféu da boa criatividade e da boa sacada.

Em termos de nomes pessoais, a coisa se torna mais difícil, ao meu ver. Tipo: imaginem um grande imperador chamado Wesley, o grande ! Geralmente os nomes são mais simples. Falo desses que ficam para a eternidade. Temos, claro, os Franklin da vida mas esse é um nome típico lá dos gringos.

Mas dificilmente um brasileiro chamado Valdisney ficará eterno pelo seus feitos. Até pode acontecer mas as estatísticas me são favoráveis.

Mas, voltando ás marcas de produtos que ficaram para a história, cito os seguintes nomes que, muitos, se confundem com o próprio produto:

- Biotônico Fontoura
- Pó Pelotense
- Bicicletas Monark e Caloi
- Brastemp
- Palmolive
- Band-Aid
- Chiclets
- Bom-Bril
- Gilette
- Cotonette
- Champagne

Bacana isso. certamente esqueci de algum nome importante mas o que importa, nesse trocadilho de marcas registradas é que o tempo não apaga para uma boa criação. Que acredite nisso, meu bom Jesus !
-

sexta-feira, janeiro 20, 2017

Trump e Lula !

Trump toma posse hoje. Tive a oportunidade de apertar-lhe a mão em um encontro no seu cassino Taj Mahal em Atlantic City nos anos 90, assim como também tive a oportunidade de cumprimentar o Lula nos anos 90 em frente ao Teatro Municipal em São Paulo. Não posso julgá-los pois os conheci superficialmente e o que sei sobre os dois é através das mídias. Julgo, sim, pessoas bem próximas de mim que, a cada minuto, mostram sua cara e personalidade, me ajudando ou me traindo, querendo o meu sucesso e meu fracasso. Espero que Trump faça um bom governo para a paz mundial e que Lula siga seu rumo e comece a colher tudo o que plantou pois já está na hora.
A diferença que vejo entre os dois é que Trump já veio de uma família estruturada, ficou bilionário, quase faliu mas deu a volta por cima. O Lula veio de uma família desestruturada, pobre, venceu na vida, ficou milionário e agora vê seu mundo desmoronar aos poucos e sabe-se lá sobre seu futuro.
A vida é assim. Sou mais o caminho do Trump. Quem der uma lida em um trecho de um de seus livros, Olhar Global (jornal Zero Hora, dia 20.01.2017,pág 22), verá a diferença entre essas duas personalidade que citei.
Planejamento é tudo na vida, principalmente se for feito para ser um vencedor. "Ser nocauteado é uma coisa. Ficar caído, é outra".

terça-feira, janeiro 17, 2017

O mau gosto impera !

Muitos verões passei no litoral  gaúcho. Meu pai sempre gostou de praia e alugava sempre uma casa ou em Imbé ou em Capão da Canoa até adquirir uma casa em Atlântida e, posteriomente, um apartamento em Capão da Canoa devido a insegurança no local.

E uma coisa que sempre me chamou a atenção foi o extremo mau gosto das pessoas com relação aos seus empreendimentos. Hoje a coisa melhorou sensivelmente mas nos anos 70, 80 a coisa era deprimente.

Vai desde as casinhas dos salva-vidas até a decoração dos bares passando por uma cidade sempre mal cuidada e mal administrada.

Mas o mais curioso disso tudo é que o gaúcho, quando coloca um empreendimento fora do Rio Grande do Sul, ele sempre faz uma coisa bacana, criativa, bem decorada. Mas as nossas opções sempre foram decadentes, de mau gosto, feitas de qualquer jeito. E quando a gente viaja por aí encontramos estabelecimentos bem legais, bem decorados, aconchegantes.

Mesmo na capital do RS a coisa custou a deslanchar. Hoje temos inúmeros locais bem bacanas, criativos, diferentes que faz com que todos se sintam bem.

Demorou a deslanchar mas, pelo menos, deslanchou.

domingo, janeiro 15, 2017

A Semana da Pátria !

Vejam só ! Um artigo sobre a semana da pátria lá pelos anos 70, época dos militares no poder, eu estudando em um colégio marista e com um tio tenente da aeronáutica.
Nesse contexto surgiu a oportunidade de levar a minha turma dos riquinhos do Colégio Marista Rosário, para um passeio de avião, em um daqueles de 4 hélices, bancos de madeira enfileirados junto às escotilhas, para um passeio pela cidade de Porto Alegre.

Era uma cena comum naquela época e falei com o padre responsável por essas empreitadas externas à escola e ele concordou. Achei engraçado a atitude de alguns pais dos riquinhos colegas de afirmarem que não colocariam a vida de seus filhos em risco voando em aeronaves na FAB, a Força Aérea Brasileira, pois haveria um risco de tragédia.

Ora, ora ! Se um militar mais atento às palavras desses pais de abastados financeiros estivessem mais atentos, estaria exposta uma explícita agressão às forças aeronáuticas desse país em um pleno desafio as suas capacidades de fazer um vôo turístico pela cidade de Porto Alegre onde o tempo total não passaria de, aproximadamente, 15 minutos.

Mesmo assim, a maioria da turma da minha classe foi e se divertiu bastante. E, diga-se de passagem, o avião não caiu e ninguém morreu. Pelo menos dessa vez !

quarta-feira, janeiro 11, 2017

O que vem da terra do Tio Sam ?

Sei lá ! Uma incógnita para mim e acho que para bilhões de pessoas espalhadas pelo mundo. O que fez seu último discurso hoje, deixa o seu legado com uma margem supimpa de aprovação à nível mundial. Um cara carismático, simpático, inteligente, tranquilo, como deve ser o presidente mais poderoso do planeta Terra.

Em seu último discurso, mais uma vez, surpreendeu positivamente. E numa de suas mensagens mexeu com meus brios ao desfiarem as pessoas a chamarem para um diálogo cara-a-cara àqueles que discordam das nossas opiniões. Não no sentido de brigas mas sim de conhecer uma outra opinião, poder trocar idéias na maior elegância e longe dos computadores e redes sociais.

Convocou as pessoas para que aceitem o estranho, o diferente nas nossas redes sociais para que tenhamos uma oportunidade de conhecê-lo melhor.

Barack Obama é o cara ! Fazia tempo que não tínhamos um líder tão carismático e conciliador. Além de tudo, uma pessoa simples advindo de uma família humilde e que mostrou ao mundo que os simples também podem vencer.

O discurso do que está vindo já foi bem diferente. Mandou jornalistas calarem a boca e mandou ver naquele seu jeito de encenação com as mãos onde, a meu ver, está mandando todo mundo tomar no cu.

O pior, ou sei lá o que, é que conheci esse cara ao vivo. Atlantic City, cassino Taj Mahal. E, como dono, ele chegou no mesmo instante que adentrei o recinto e trocamos rápidas palavras.
Espero que tudo de certo e que ele faça um bom governo, se depender de mim naquele rápido batepapo.

Já as histórias dos brasileiros recentes que eram pessoas simples e chegaram ao poder não nos dizem a mesma coisa. Mas o Brasil é um caso à parte em tudo que possa existir.

Brasileiro nunca desiste. E não vai ser agora que vai desistir de ter esperança em um mundo melhor. Nem que seja começando pelos americanos.

sexta-feira, janeiro 06, 2017

O padre de Imbé, o gaúcho das malas e Leonardo DiCaprio !

A missa na praia de Imbé parece ter sido boa, segundo testemunhas. Não sou frequentador de igrejas. Tenho minha própria religião assim como meu próprio partido político imaginário, o POP (Partido da Oposição Permanente) cujo presidente sou eu mesmo. As pessoas, segundo matérias na mídia, gostaram do que o garoto transmitiu. Passou-se por um simpático padre e tomou conta do reduto. Desconheço quem pode comandar uma missa. Pelo visto, qualquer um pode. É só  adentrar em uma igreja de batina e mandar ver. Os fiéis, pelo visto, estão carentes de bons oradores e qualquer um cidadão bem intencionado é bem-vindo.
Para ser o representante máximo da ANAC (Agência Nacional da Aviação Civil)  o esquema é bem parecido. Não é solicitado qualquer tipo de diploma ou qualificação para exercer essa função. Assim como o rapaz de Imbé conseguiu uma batina, adentrou na igreja e mandou o seu recado, certa vez um gaúcho de Erechim vestiu um terno e adentrou no escritório da agência reguladora da aviação civil, sentou na cadeira de diretor e tomou conta do campinho, a sua maneira. A diferença é que o segundo cidadão ficou mais tempo do que deveria na função e nenhuma ocorrência policial foi feita para tirar o curioso da função que nada tinha a ver com ele.
O que os dois protagonistas tem em comum é que são dois praticões exercendo funções que, digamos assim, deveriam ser exercidas por pessoas preparadas para tal, como estudos e qualificações comprovadas para tais postos. Não entrarei no mérito de como foram dados os devidos recados. Pelo que a imprensa registrou, gostaram do padre cover. Contudo,o da ANAC, na época, um importante jornalista do centro do país afirmou que o tal sujeito entendia de aviação civil era, no máximo,  pegar uma mala na esteira em algum aeroporto de destino.
Mesmo assim, existem registros que, certa vez, até a sua mala ele confundiu. Os dois personagens em questão se encontram na vala comum dos praticões e, na falta de iniciativas e gente qualificada, esse tipo de notícia está se tornando cada vez mais comum em nossas vidas, tanto na igreja quanto na política.
No filme "Prenda-me, se puderes", o ator Leonardo DiCaprio dá uma verdadeira aula de como um praticão pode exercer diferentes profissões sem qualquer constrangimento e até com certa desenvoltura deixando tonto o policial representado no filme por Tom Hanks. Nada fictício, assim como o padre de Imbé e o gaúcho pegador de malas.

Coitado do Van Gogh !

Vincent Van Gogh, famoso pintor holandês (o restante sobre ele procurem no wikipedia) foi o homenageado pelo banco Santander, aliás espanhol...