sábado, fevereiro 19, 2011

Bem Coisa de Pobre

Alguns poderão achar implicancia mas eu tenho mesmo implicancia com pobre. Mas acontece que me divirto com certos comportamentos que a gente só ve na classe C,D,E,F até Z.

Por exemplo: chegar numa rodoviária e aeroporto carregando aquela mala de plástico com as roupas e cada um segurando numa alça. Típico de pobre. Pobre em idéia. Gastou um dinheiro numa mala vagabunda quando poderia ter comprado uma com rodinhas e muito mais fácil de carregar.

Celular de última geração: eles até nem sabem manusear corretamente um aparelho desses e deixam de usar todos os recursos disponíveis. Mas tem um celular último modelo. Endividados e com conta de cartão prepago.

Fazer "luzes" no cabeleireiro. Além de colocar as fofocas em dia e saber as últimas do mundo alheio, pobre adora fazer luzes nos cabelos. E diga-se de passagem, o resultado é cada coisa horrorosa que homem nenhum se aproxima, se esse for o objetivo.

Comprar salgadinhos nos supermercados. Carrinho de pobre sempre tem que ter Trakina ou esses salgadinhos horrorosos da Elma Chips que tanto mal causam ao organismo. Que nem disse um médico uma vez, é preferível que as pessoas comam qualquer pão velho ou se entupam de água pra matar a fome mas não ingiram esses salgadinhos industrializados.

Açúcar no café: bem, isso já comentei inpúmeras vezes. Quanto mais pobre mais açúcar no cafezinho.

Para finalizar, pobre que se preze, tem que prestigiar esses eventos do Balança Geral ou as festas da rádio Cidade ou rádio Farroupilha .

Depois de um bom banho no piscinão de Ramos, desejo a todos um domingo com bastante frango assado com farofa e salada de maionese, mas com bastante maionese caseira feita naqueles recipientes plásticos na varanda da casa com a família toda ajudando a descascar as batatas e fazendo fofoca enquanto trabalha.

sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Personalidades

Vou colocar aqui pra vocês certas personalidades, gente famosa e conhecida que tiveram um contato com esse simples cidadão gaúcho. Foram encontros casuais, programados, por acaso, etc... Tentarei me lembrar de todos mas certamente virá a mente mais alguns depois de postado no blog. A ordem está aleatória:

Renato Russo: mais de 40min no quarto do Hotel Plaza São Rafael conversando sobre a vida. Eu, ele e um amigo, Marcello Laurent. Que papo inesquecível.

Dinho Ouro Preto: bate papo aqui em casa antes de irmos pra Capão da Canoa fazer um show. Capital Inicial e mais a minha banda, O Seguinte.

Isac Karabishesky: sei lá se escrevi certo mas batemos um papo depois de um concerto na PUC. Perdi o autógrafo dele.

Donald Trump: em Atlantic City, no cassino Taj Mahal. Bate papo de 5 min com um dos milionários americanos. Foi num sábado de manhã e ele foi extremamente receptivo. Sensacional.

Luis Inácio Lula da Silva: num discurso em 1989 ao lado do teatro Municipal em São Paulo e meia dúzia de gatos pingados ouvindo. Eu era um deles e trocamos rápidas palavras.

Olívio Dutra: jantamos juntos, lado a lado, num desses jantares de campanha e um tempo depois nos encontramos no saguão do aeroporto Salgado Filho. Como nossos vôos estavam atrasados ficamos batendo um longo papo sobre política. Naquele ano ele foi eleito governador.

Laurentino Gomes: nos conhecemos pela internet e depois pessoalmente. Autor dos livros 1808 e 1822, sucesso de vendas e muito bons. Li o primeiro, comprei o segundo mas não li ainda.

Nilmar, Kleber, Andrezinho: conheci no Beira-Rio e os dois últimos saímos pra jantar juntos com o pessoal da TV Suíça a qual presto meus serviços aqui no Brasil.

Emerson Leão: o temperamental técnico de futebol não era tão arrogante na época de jogador. Ao lado da minha casa da praia tinha um campinho de futebol e eu era goleiro. Sentado atrás do gol estava Emerson leão, goleiro do Gremio. E aí batemos um papo que terminou quando eu disse: presta atenção em mim que vou te mostrar como se joga no gol.

Luana Piovanni: na  ala VIP do show do U2. Bate papo rápido com direito a foto.

Dunga: um belíssimo bate papo com essa excelente pessoa que tem seus objetivos muito focados e determinados. Um cara sensacional que a imprensa distorce o Brasil, infelizmente, não o conhece bem. Mais de 4 horas de conversa, eu mais ouvindo que falando, com esse cara especial que conheci. Tenho até o celular pessoal dele.

Geraldo José de Almeida: grande figura....foi imortalizado com a narração da Copa do Mundo de 1970 no México.Foi meu vizinho quando contratado pela rede bandeirantes de Porto Alegre. Figuraço ! Muito elegante e gente finíssima. Amigão mesmo, já falecido !

Enilda Carvalho Duarte: a pessoa mais sensacional da minha vida que venho mantendo contato antes mesmo de eu nascer !

Depois tem um turma dos locais de TV, bandas, etc...que nem vou citar aqui. Não que não valesse a pena mas aí ninguém teria paciencia pra ler o blog.

Caminhos que se abrem !

Aos poucos vai se conhecendo o lugar. Pode demorar semanas, meses, semestres...O conhecimento chega, a ousadia aparece, o inusitado acontece...