sábado, julho 18, 2015

PT, saudações !

Esse chavão se usava muito quando ao encerramento de uma conversa, uma mensagem, uma despedida. A mesma se encaixaria perfeitamente na atual situação em que se encontra o Partido dos Trabalhadores.

Partido, este, que teve como ideologia a proteção aos trabalhadores das discrepancias salariais e um "gap" extremamente grande entre os pobre e ricos. Muitas coisas foram feitas, muitas campanhas até chegar à presidencia mas, com o tempo, a situação mostrou sua verdadeira cara e que estava por trás disso tudo.

Não entrarei em detalhes pois os mesmos são divulgados diariamente pela mídia em geral.

O que mais me deixa espantado é o "gap" citado entre o discurso e a prática.

Nunca antes na história desse país estamos vivenciando um momento de extrema degradação, de extrema corrupção, de extrema falta de controle da situação e um inexistente projeto de gestão, de país competitivo.

Precisaríamos, sim, era de um déspota esclarecido que fechasse o congresso e desse os devidos rumos progressistas a esse país.

Mas isso fica para mais adiante. Foi só uma provocação aos pensadores desse país.

Nenhum comentário:

Coitado do Van Gogh !

Vincent Van Gogh, famoso pintor holandês (o restante sobre ele procurem no wikipedia) foi o homenageado pelo banco Santander, aliás espanhol...